Notícias

Volkswagen take up! é eleito o hatch compacto de "menor custo de uso" pela revista Quatro Rodas

 Levantamento da revista engloba critérios comuns ao uso do veículo: combustível, manutenção, seguro e taxas

• Volkswagen está oferecendo para o up! (até o fim de junho) pacote de revisões de 36 meses ou 30.000km pelo valor promocional de R$ 999

• Toda a linha 2018 do modelo traz visual mais esportivo e maduro, sem perder o caráter de ícone

• take up! é equipado com o premiado motor 1.0 MPI de até 82 cv. Trata-se do motor mais moderno da categoria

O Volkswagen take up! foi eleito pela segunda vez o hatch compacto de “Menor custo de uso” do Brasil pela revista Quatro Rodas. O resultado está na edição de junho da publicação. As despesas mensais com o take up! são R$ 81 menores do que as com o segundo colocado no levantamento da revista – o que representa expressiva economia para o cliente.

Para o levantamento a revista utilizou uma tabela de cálculo que engloba critérios comuns ao uso normal do veículo: combustível (marcas de consumo obtidas nos testes da revista, com a média ponderada pelo uso; foi calculado o custo para rodar 15.000 km); manutenção (as despesas com as revisões recomendadas previstas para o primeiro ano ou 15.000 km); seguro (perfil homem, casado, 35 anos, sem filho) e documentação (valor integral do IPVA, taxas de primeiro registro, seguro obrigatório e placas). O custo mensal foi obtido com a soma dessas despesas dividida por 12.

As despesas (custo mensal) do take up! somaram R$ 684 – valor R$ 81 menor do que o obtido para o segundo colocado.

Revisões planejadas

A Volkswagen está oferecendo para o up! (até o fim de junho) o pacote de revisões de 36 meses ou 30.000km, prevalecendo o que ocorrer primeiro, pelo valor promocional de R$ 999 – o que representa outra grande economia para o cliente.

Os pacotes são compostos pelos itens verificados e itens substituídos das revisões até 3 anos ou 30.000km, o que ocorrer primeiro, conforme esclarecido no site Volkswagen e no Manual de Manutenção e Garantia do veículo.

O pacote pode ser adquirido no momento da compra do veículo 0 km em uma das concessionárias Volkswagen participantes do programa. O pagamento pode ser à vista ou diluído no financiamento do veículo (quando este for realizado pela Volkswagen Financial Services).

A melhor reparabilidade do País

O up! conquistou índice 10 no CAR Group 2017, ranking que avalia o custo e o tempo de reparo dos veículos vendidos no Brasil após uma colisão. Isso torna o novo Volkswagen o melhor automóvel do Brasil – entre todos os participantes do estudo – no quesito reparabilidade.

O Car Group é realizado pelo Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária). O índice CAR Group compara veículos de uma mesma categoria quanto à facilidade e ao custo de seu reparo. São realizados testes de impacto de baixa velocidade (15 km/h), com off-set de 40% na dianteira esquerda contra uma barreira rígida a um ângulo de 10°. As mesmas condições são aplicadas para o impacto da traseira direita, de acordo com a Norma Internacional do RCAR (Research Council for Automobile Repairs).

Após cada impacto, é estudada a extensão dos danos e a facilidade do reparo. É feito um cálculo que considera os custos da reparação dianteira e traseira, os tempos de substituição e a cesta básica de peças, gerando assim o índice CAR Group. O índice serve de referência para as seguradoras calcularem os preços dos seguros dos veículos.

Linha 2018: visual mais esportivo e versão inédita

O novo up! é oferecido em quatro versões (take, move, high e cross), além da série especial connect. Toda a linha 2018 do modelo traz visual mais esportivo e maduro, sem perder o caráter de ícone.

Com linhas mais horizontais, o compacto tem como grandes diferenciais na dianteira os faróis e o para-choque. O conjunto ótico passa a contar com novos elementos internos. Já o para-choque está mais pronunciado, com ângulos ainda mais evidentes. A grade do radiador passa a contar com friso cromado que se conecta à linha que margeia os faróis.

Nas laterais, destaque para o logotipo “TSI” na coluna “B” e as novas rodas e calota – o take up! passa a ser equipado com a calota 14”, de visual inédito.

A parte de trás do veículo segue a filosofia da dianteira, com mais elementos cromados e detalhes que realçam a esportividade. As lanternas têm novo visual e são escurecidas, utilizando a tecnologia de tripla injeção (com elementos em vermelho, preto e transparente).

O para-choque traseiro também é novo, com linhas mais horizontais e que se alargam conforme se aproximam da parte inferior do veículo, dando a impressão de que o novo up! está mais largo. Retrorrefletores e o amplo difusor traseiro complementam o conjunto.

Graças aos novos para-choques, o novo up! tem comprimento de 3,68 metros. Ou seja, 84 mm maior que o modelo anterior (ganho de 72 mm no balanço dianteiro, que passa a ser de 657 mm, e 12 mm no balanço traseiro, 611 mm).

Mais equipado

O take up! já traz de série itens como pneus (175/70 R14) de baixa resistência ao rolamento, banco do motorista com regulagem de altura, palhetas do limpador de para-brisa do tipo “aerowischer” (de alta eficiência), alerta sonoro dos faróis acesos, chave do tipo canivete e lavador, limpador e desembaçador do vidro traseiro, passa a contar com iluminação no porta-malas, relógio digital e suporte para celular (inédito no segmento). Atrás do suporte do celular há, ainda, uma entrada USB para carregar o telefone.

Como opcional, o cliente tem à disposição o pacote “take completo”, que acrescenta o sistema “easy drive” (direção com assistência elétrica), coluna de direção com ajuste de altura, ar-condicionado, vidros dianteiros com acionamento elétrico e travamento das portas elétrico.

Motor MPI – Custo-benefício em evidência

O take up! é equipado com o também premiado motor 1.0 MPI. Moderno e econômico, o motor EA211 1.0l R3 tem 82 cv quando abastecido com 100% de etanol e de 75 cv com 100% de gasolina no tanque. O torque máximo é de 10,4 kgfm a 3.000 rpm com etanol e de 9,7 kgfm à mesma rotação, quando abastecido com gasolina. Já a partir de apenas 2.000 rpm 85% do torque máximo está disponível, o que lhe confere grande agilidade no uso urbano e retomadas de velocidade seguras na estrada.

Trata-se do motor mais moderno da categoria, com bloco e cabeçote feitos de alumínio, o que colabora para reduzir o peso do conjunto. Com quatro válvulas por cilindro, sendo duas para admissão e duas para escape, o cabeçote tem comando de admissão variável – a variação é contínua, o que reduz consumo de combustível e emissões e melhora sensivelmente a resposta do motor em baixos regimes de rotação.

O motor dispõe de tecnologias como o sistema de partida a frio “e-flex”, que dispensa o tanque auxiliar (tanquinho), e o coletor de escape integrado ao cabeçote, formando uma peça única, com refrigeração líquida. Isso permite ao motor atingir sua temperatura ideal de funcionamento mais rapidamente, melhorando sua eficiência térmica.

O up! MPI leva 12,6 segundos de 0 a 100 km/h e atinge 163 km/h de velocidade máxima, ambos com etanol (E100). Com gasolina (E22) no tanque, o up! MPI acelera de 0 a 100 km/h em 12,7 segundos, com velocidade máxima de 161 km/h.

O mais seguro da categoria

Todo novo up! é equipado de série com sistemas ISOFIX® e top-tether para fixação de dispositivos de retenção infantis (cadeirinhas), recursos importantíssimos de segurança que são oferecidos apenas pelo modelo Volkswagen na categoria. Além disso, o alerta sonoro e o indicador de uso do cinto de segurança no painel informa se o condutor e o passageiro do banco dianteiro estão com os cintos de segurança afivelados.

A carroceria do up! tem 75% de seu peso composto por aços especiais, que possuem diferentes graus de resistência, conforme a necessidade – trata-se da aplicação do material correto no local certo. Em sua estrutura combinam-se aços de ultra-alta resistência, alta resistência, média resistência e de estampagem profunda. Reforços adicionais, na parte superior da porta, por exemplo, aumentam a segurança passiva – especialmente no caso de acidentes graves.

O up! também utiliza aços conformados a quente, que possuem ainda maior resistência e que permitiram reduzir o peso da estrutura do carro. O up! foi o primeiro veículo de seu segmento no Brasil a utilizar esse material e continua a ser o único nesse nicho de mercado com tal tecnologia. Referência de estrutura leve com alta resistência, o novo up! tem peso em ordem de marcha de apenas 922 kg na versão take up!.

O novo up! é fabricado em Taubaté (SP), tem garantia total de três anos e é oferecido em sete cores de carroceria: Preto Ninja, Branco Cristal e Vermelho Flash (sólidas), além das metálicas Prata Sírios Azul Lagoon, Cinza Platinum e Laranja Habanero

Fonte: Site Segs. 

 

Leia mais

Cobel em Sorocaba, com os legítimos seminovos

O grupo Abrão Reze atua no comércio de veículos há 72 anos, representa as marcas Audi, Hyundai, Volkswagen e mantém duas lojas de seminovos na cidade de Sorocaba. Uma delas está anexa a concessionária Volkswagen Cobel, na avenida São Paulo, em Sorocaba.
 
Para atender plenamente o seu cliente, que procura por um seminovo hoje, o grupo Abrão Reze mantém um estoque total de aproximadamente 300 carros, sendo o maior estoque da cidade de Sorocaba. Na Cobel, são mais de 100 carros. E esse estoque é bastante qualitativo.
 
Todos os carros comercializados são periciados e cuidadosamente escolhidos, para oferecer um padrão de qualidade “garantido”. É importante observar que o grupo assegura a tranquilidade do comprador, com os 3 meses de garantia para motor e câmbio de todos os carros vendidos, nas suas lojas. Além disso, boa parte desse estoque, são veículos que ainda contam com alguma garantia original de fábrica.
 
Com um estoque  variado, existem carros a partir de R$ 30 mil, com valores de até 100 mil.
 
Nessa oportunidade, a concessionária Cobel separou 3 opções de veículos que representam muito bem a premissa de seminovo de verdade. Seminovos são apenas aqueles veículos que ainda se encontram dentro do processo de garantia do fabricante, e estão com baixa quilometragem.
 
A primeira é um Volkswagen Gol Comfortline com o câmbio automatizado I-Motion. Ano 2016, o carro está sendo oferecido pelo valor de R$ 38.990 e ainda em processo de garantia de fábrica. Cabe lembrar que a Fipe desse carro é de R$ 41.800.
 
Outra opção é um Hyundai HB20 Comfort Plus com motor 1.0 litro ano 2015. Com apenas 38 mil km, está sendo oferecido por R$ 36.990.
 
A terceira opção é uma picape compacta Chevrolet Montana ano 2013, com apenas  32 mil km. Essa unidade é ofertada por R$ 32.990.
 
Vale destacar que todos os carros comercializados na Cobel Seminovos são periciados e cuidadosamente escolhidos, para oferecer um padrão de qualidade “garantido”.

Fonte: Site Comprecar. 

Leia mais

Audi Media Box é a novidade da marca na sua linha de acessórios

A Audi do Brasil lança o Audi Media Box, acessório que traz novos recursos de interatividade integrado com o sistema do carro, como browser de internet, navegação GPS, e-mail e conexão com streaming de rádios do mundo todo.
 
A grande novidade do Audi Media Box é o aplicativo de navegação online Waze, exibido diretamente na tela do MMI (Multi Media Interface) e operado por meio de comandos originais do veículo. Outro diferencial é que, pelo sinal de wireless, que pode ser roteado pelo aparelho de celular do condutor, o aplicativo informa as condições de trânsito adiante, recalculando o menor tempo de rota, informes de acidentes e muito mais. Para veículos não compatíveis com o Waze, ou operações em o sinal de telefonia celular é restrita, o acessório também disponibiliza a navegação off-line via MapTrip.
 
Já na utilização do aplicativo de rádio, por exemplo, é possível ouvir emissoras do mundo todo via streaming, separadas por gênero musical, diretamente no som original do veículo.
 
O equipamento de navegação é homologado e será oferecido inicialmente para o novo Audi A3. A partir do segundo semestre, o acessório estará disponível também para outros modelos da marca. O Audi Media Box tem o preço sugerido de R$ 5.995,00 e poderá ser encontrado exclusivamente na rede de concessionárias da marca.

Em Sorocaba e Região, a Audi Center Sorocaba é a responsável pela comercialização dos modelos da marca. 

Fonte: Site Comprecar. 

Leia mais

Audi do Brasil passa a oferecer capacitação profissional para jovens carentes

A Audi do Brasil irá capacitar 15 jovens carentes da capital paulista em um projeto social que a montadora lançou em março, em parceria com a Fundação Projeto Pescar. Com idade entre 16 e 19 anos, os aprendizes, que estão em situação de vulnerabilidade social, estão recebendo capacitação profissional em ‘Manutenção de Mecânica Veicular’, além de conteúdos que contemplam o desenvolvimento pessoal e aspectos ligados à cidadania. As 800 horas de aulas estão sendo ministradas de forma voluntária pelos colaboradores da empresa ao longo de 2017.
 
“A responsabilidade socioambiental está inserida no propósito da Audi. Trabalhamos no desenvolvimento de tecnologias voltadas ao futuro da mobilidade, de materiais mais leves, de motorizações com baixa emissão, além de processos que seguem preceitos sustentáveis. E o nosso entorno é muito importante também. Por isso, a Audi inicia esse projeto com jovens carentes, para que possam não só ter oportunidades de inserção no mercado de trabalho, mas também uma boa formação cívica, contribuindo para a construção de um futuro melhor”, destaca Johannes Roscheck, presidente e CEO da Audi do Brasil.  
 
As aulas, que estão sendo realizadas no Centro de Treinamento e Competência Tecnológica da Audi, desde março em São Paulo, são ministradas exclusivamente por colaboradores da Audi. A empresa montou uma equipe técnica para lecionar sobre mecânica veicular, com foco em profissionalização, em uma grade que abrange 40% de todo o curso. As demais horas são voltadas para o ensino da língua inglesa, matemática, informática, além de questões voltadas à cidadania, como diversidade cultural e social, entre outros.
 
Para a seleção dos jovens aprendizes, a Audi disponibilizou em escolas públicas da capital paulista um formulário de inscrição, para ser preenchido por interessados com renda familiar per capita de até meio salário mínimo. Os interessados passaram por uma triagem, com entrevista individual e visita domiciliar. A turma de 2017 recebeu uniforme, transporte e alimentação. A ideia é que o projeto seja permanente, formando novos jovens no futuro.
 
O Projeto Pescar tem presença em cinco países e já atendeu quase 28 mil jovens em situação de vulnerabilidade, reunindo mais de 2500 voluntários. O índice de empregabilidade dos aprendizes que passam pelos programas de capacitação oferecidos em parceria com as empresas é de mais de 90%. 

Fonte: Site Comprecar. 

Leia mais

Audi Driving Experience permite dirigir esportivos R8, RS7 e RS6

Aconteceu nessa quinta-feira (18/5) o Audi Driving Experience no autódromo particular da Capuava (em Indaiatuba-SP). O evento serviu para a Audi poder mostrar os novos modelos dos superesportivos RS6, RS7 e R8 em ação.
 
Os três modelos foram vistos pela primeira vez no Salão do Automóvel de 2016, em São Paulo. Mais potentes, e com muito mais tecnologia embarcada, os superesportivos foram os principais destaques da Audi no estande da montadora, no Salão de São Paulo. Os três modelos estão sendo vendidos há algum tempo nas concessionárias da marca. Assim, o evento serve como uma excelente oportunidade para aproximar mídia, concessionários e clientes das novas tecnologias oferecidas nos veículos.
 
O autódromo da Capuava tem uma pista relativamente “travada”. Existe apenas uma única reta, onde os veículos conseguem demonstrar toda sua potência. Mas não é possível atingir velocidade muito alta nessa reta. Por outro lado, as diversas curvas são ideias para testar a dirigibilidade, frenagens fortes, aderência e retomada de velocidade. Nesse cenário, e ainda com um tempo chuvoso, os superesportivos da Audi brilharam, mostrando porque são tão cobiçados por seus seletos clientes.
 
RS 6 Avant e RS 7 Sportback performance
 
Derivados de uma mesma plataforma, os novos Audi RS 6 Avant performance e RS 7 Sportback performance encabeçam suas respectivas linhas de modelos. Seus motores de 4.0 litros TFSI com 605 cv, e até 750 Nm de torque com overboost, supreendem.
 
Os novos modelos da linha RS performance são equipados com a versão mais potente do motor V8 biturbo de alta rotação. A potência foi aumentada em 45 cv, atingindo agora 605 cv, que estão disponíveis entre 6.100 e 6.800 rpm. A rotação máxima também foi elevada em 200 rpm. Um torque constante de 700 Nm é disponibilizado entre 1.750 e 6.000 rpm. Um dos destaques particulares deste motor é a função overboost, que permite ao condutor aumentar o torque temporariamente para 750 Nm entre 2.500 e 5.500 rpm.
 
O overboost é acionado automaticamente na aceleração total quando o motor e a transmissão estiverem no modo dynamic do Audi drive select. O indicador de pressão de sobrealimentação no RS muda para vermelho quando a função está ativada.
 
Entre os destaques do 4.0 TFSI estão as turbinas “twin-scroll” (de duplo caracol, com duas entradas separadas e instaladas na parte interna do “V”), o sistema de gerenciamento térmico do sistema de arrefecimento, assim como a arquitetura dos cabeçotes dos cilindros. A admissão de ar se encontra do lado externo, e a saída de gases de escapamento no lado interno. As turbinas e os “intercoolers” (resfriadores intermediários) estão posicionados no centro do “V”. Esta disposição resulta em um curto percurso do fluxo de gases com mínimas perdas, e uma resposta mais rápida.
 
O desempenho dos novos RS6 Avant e RS7 Sportback performance aceleram até 100 km/h em somente 3,7 segundos – uma melhora de 0,2 segundo em relação aos modelos RS básicos.
 
Os modelos recebem a suspensão esportiva RS plus, mais firme, com Dynamic Ride Control (DRC), que utiliza molas de aço e amortecedores ajustáveis em três níveis, ligados uns aos outros por meio de linhas hidráulicas e uma válvula central. Outra opção que pode ser integrada ao sistema Audi drive select é a direção dinâmica (dynamic steering), que conta com uma variação contínua da relação de esterçamento das rodas de acordo com a velocidade do veículo.
 
Os discos de freio são feitos de cerâmica de fibras de carbono, que reduzem o peso do sistema em 10 quilos. O controle de estabilidade (ESC) conta com um modo “Sport” e pode ser totalmente desligado caso seja necessário.
 
Os RS 6 Avant performance e RS 7 Sportback performance são equipados de série com bancos esportivos RS e apoio de cabeça integrado. Como opcional no pacote Design RS, a Audi oferece bancos, apoio de braços, console central revestidos de couro Alcântara com costuras contrastantes na cor azul, além de apliques de fibra de carbono com detalhes também azuis.
 
Ambos incluem uma generosa lista de equipamentos de série, como ar-condicionado automático de quatro zonas, bancos dianteiros esportivos de couro Valcona com aquecimento e ajustes elétricos (com memória para o do motorista), head-up display, espelho retrovisor interno antiofuscante automático, recepção de TV, volante multifuncional esportivo com base aplainada com revestimento de couro e ajuste elétrico, função Autohold, alarme antifurto, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré, sistema de escapamento esportivo, direção eletromecânica dinâmica, diferencial esportivo traseiro, ESC (controle eletrônico de estabilidade), faróis full LED com ajuste automático de altura, sistema de visão noturna Night Vision, controle de pressão dos pneus, keyless-go, sistema start-stop, som Bang & Olufsen e rádio MMI Plus com sistema de navegação, MMI touch, Audi connect, Bluetooth e smartphone interface.
 
Entre as diferenças dos modelos, o RS 6 Avant performance traz ACC com Stop&Go (controle adaptativo de velocidade de cruzeiro com função de parada e reinício de movimento acompanhando o veículo a frente), teto solar panorâmico, rack de teto e spoiler dienteiro. Já o RS 7 Sportback performance é equipado com DVD player e teto solar elétrico.

As opções de pintura externa são Cinza Nardo, Prata Florete, Branco Geleira, Preto Mito, Cinza Daytona, Vermelho Misano, Azul Sepang, Preto Pantera, Prata Prisma e Azul Ascari. Entre as cores disponíveis para o interior estão preto, cinza, preto com costura cinza ou preto com costura azul, que faz parte do pacote opcional Design RS.
 
Audi R8 Coupé V10 plus
 
A segunda geração do superesportivo R8 Coupé surpreende os mais exigentes. O motor central-traseiro V10 de aspiração natural, um aprimorado sistema de tração integral quattro asseguram um desempenho espetacular. A versão top de linha V10 plus entrega 610 cv, com uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 3,2 segundos, e velocidade máxima de 330 km/h. A segunda geração do superesportivo foi redesenvolvida do zero, ficando mais fascinante tanto nas pistas quanto nas estradas.
 
Uma transmissão S tronic de sete velocidades e um renovado sistema de tração quattro transmitem a potência para os asfalto. A distribuição de torque se adapta às condições de direção – em casos extremos, 100% do torque pode ser transmitido para o eixo dianteiro ou traseiro.
 
O R8 V10 plus tem peso em ordem de marcha de 1.580 kg. O superesportivo é 50 kg mais leve que seu antecessor. A combinação de alumínio e polímeros de fibra de carbono reforçados abrem novas dimensões em relação ao peso, rigidez e comportamento em acidentes.
 
Outra característica que distingue o carro visualmente, além de oferecer maior segurança, é o sistema de faróis a laser, equipamento de série do modelo, que iluminam duas vezes mais que faróis de LEDs comuns.
 
Cada módulo contém quatro diodos de laser de alta potência, com um diâmetro de apenas 300 micrômetros. Eles geram um feixe de laser azul com comprimento de onda de 450 nanômetros. Um conversor de fósforo transforma esse facho em luz branca, justada para o uso em estradas com uma temperatura de cor de 5.500 Kelvin – condições ideais para o olho humano que permitem ao motorista distinguir melhor os contrastes, e ajudam a evitar a fadiga. Além disso, os fachos de alta concentração iluminam 600 metros à frente do carro, tornando a passagem por neblinas e cortinas de fumaça, mais segura. O ponto de laser é ativado a partir de 60 km/h para complementar a atuação dos altos fachos de LEDs. Uma câmera inteligente com sistemas de sensores detectam outros motoristas e ajusta os padrões de iluminação para não ofuscá-los.
 
Assim como acontece num carro de corrida, atrás do volante do novo R8, todas as funções são direcionadas para o motorista, e permitem uma operação simples mesmo em condições extremas.
 
O botão start-stop e o seletor do Audi drive select ficam localizados no novo volante multifuncional. Há ainda um botão para controlar o sistema de escape, deixando o esportivo com um ronco ainda mais poderoso, e um seletor que ajusta o coeficiente de atrito para três diferentes condições de rodagem: seco, molhado ou neve.
 
O Audi virtual cockpit apresenta todas as informações ao motorista em sua tela de 12,3 polegadas com gráficos elaborados. O motorista pode alternar entre diferentes modos de tela e ainda ajustar o painel de instrumentos digitais de acordo com suas preferências. No modo performance, o condutor visualiza as informações dos programas de direção, aceleração, desaceleração e forças laterais, bem como potência e torque.
 
virtual cockpit também indica que o limite de velocidade do motor foi alcançado. A operação do sistema é feita por meio do volante multifuncional. As mãos do motorista permanecem no volante para que a concentração na estrada seja total. Como alternativa, a operação pode ser feita por botões ou pelo seletor sensível ao toque no console central.
 
Audi exclusive
 
Há possibilidades de customização para os clientes do novo R8 – tanto para o interior como para o exterior, graças ao programa Audi exclusive. As cores da carroceria podem ser combinadas livremente às dos side blades – uma lâmina feita com carbono brilhante nas laterais que é um dos destaques do modelo. O R8 V10 plus pode receber ainda outras pinturas diferentes das dez oferecidas no catálogo, inclusive foscas.
 
Entre as cinco cores oferecidas para o interior, duas são caracterizadas por toques mais esportivos. Adicionalmente há diversas outras opções para personalizar o veículo por dentro e por fora, como revestimento de couro Alcântara. O programa de exclusividade da Audi torna possível transformar o novo R8 em um exemplar único.
 
No novo R8, o Audi virtual cockpit substitui o painel de instrumentos analógico e o monitor MMI. O motorista pode alternar o display em dois modos de visualização, que trazem os instrumentos de medição ou o grande mapa de navegação como foco.
 
O R8 usa as mais recentes tecnologias. O MMI Touch com sistema de navegação, Bluetooth, Audi smartphone interface e sistema de som Bang & Olufsen são equipamentos de série. O equipamento é complementado pelo módulo Audi connect. O passageiro pode conectar um smartphone ou tablet pelo sistema integrado de Wi-Fi.
 
No quesito segurança, o R8 é equipado com airbags frontais, laterais e de cabeça, alarme, cinto de segurança com sensor de afivelamento, assistente para luz alta, faróis a laser, controle de cruzeiro, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré, freios de cerâmica na dianteira e na traseira, direção dinâmica, rodas com parafusos antifurto, sistema start-stop, monitoramento de pressão dos pneus e Audi magnetic ride, que ajusta a rigidez da suspensão em frações de segundos por meio de campos magnéticos. A lista de opcionais inclui bancos estilo concha e costuras contrastantes dos bancos.

Fonte: Site Comprecar.

Leia mais

Audi apresenta carro-conceito com sistema integrado à plataforma Android

A Audi apresentou no evento Google I/O, seu conceito para a próxima geração de infotainment, que traz total integração ao sistema Android. A estreia mundial abre novas perspectivas que permitirão acelerar o desenvolvimento de serviços de conectividade nos carros.
 
O Google I/O que começou no dia 17 de maio na sede do Google em Mountain View, Califórnia, é considerado o maior e mais importante encontro de desenvolvedores de softwares no mundo. O sistema Android com função integrada à plataforma multimídia do carro está sendo desenvolvido pela Comunidade Open Source do Android, e foi apresentado durante a conferência.

 
O conceito Audi Q8 sport está equipado com essa novidade. As funções, incluindo o serviço de streaming Spotify, Google Play Music e Google Assistant, são exibidas diretamente na tela do MMI. As informações também ficam visíveis no Audi virtual cockpit, no campo de visão direto do motorista. Essa é a primeira vez que os serviços foram totalmente integrados à plataforma multimídia da Audi. Os mapas de navegação HERE continuam disponíveis, mas o motorista também poderá optar por navegar com o Google Maps. O recebimento de mensagens e chamadas telefônicas completam as opções.
 
O sistema Android é a plataforma mobile mais popular em todo o mundo, com mais de 1.4 bilhão de usuários ativos no mundo. Além disso, a grande variedade de conhecimento da comunidade aberta poderá acelerar o desenvolvimento de novas funções neste sentido.
 
Aplicativos podem ser desenvolvidos, por exemplo, como serviços adicionais oferecidos nos carros, atendendo os requisitos do Google e da Audi. Outras vantagens para os clientes, ao lado de ciclos de atualização mais curtos, incluem uma diversidade maior de serviços e disponibilidade internacional ampla.

As possibilidades são inúmeras: integração completamente automática e transparente entre smartphone e automóvel, automatização muito mais complexa (o smartphone controlando praticamente todo o carro), diversos serviços online integrados ao veículo, entre muitas outras possibilidades.

Fonte: Site Comprecar 

 

 

Leia mais

A3 SEDAN AMBITION 2017 RECEBE PAINEL 100% DIGITAL

A Audi apresenta a versão 2017 do A3 Sedan Ambition, equipado com motor 2.0 TFSI de 220 cv de potência e torque de 350 Nm. O modelo topo de linha, também é produzido em São José dos Pinhais (PR).
 
Um dos grandes destaques da versão Ambition é o Audi virtual cockpit, uma tela de instrumentos de TFT (Transistor Film Technology) totalmente digital com 12,3 polegadas que mostra as informações mais importantes por meio de gráficos de alta resolução, com grande detalhamento e efeitos sofisticados. É o primeiro sedan de entrada premium a oferecer painel de instrumentos digital no mercado brasileiro.
 
O dispositivo está disponível opcionalmente e combina as funções da central MMI com o painel de instrumentos. Dessa forma, o motorista pode escolher visualizar as informações no ponto de vista clássico, destacando os mostradores circulares (velocímetro e conta-giros), ou no modo infotainment, no qual o foco são as funções do sistema de navegação, telefone, Audi connect, entre outras.
 
O A3 Sedan Ambition 2017 traz novo design de faróis, lanternas, grade e para-choque. A dianteira tem elementos que remetem ao “irmão maior” A4, com a grade Singleframe ampliada e contornos mais nítidos, e os faróis bi-xenônio possuem recortes na borda inferior.
 
O modelo passa a contar também com volante e alavanca de seta semelhantes às do A4, novos difusores de ar, console central com mudança nos botões de acesso ao sistema MMI e duas entradas USB, que dispensam o uso do cabo adaptador. Todas as luzes internas são agora de LEDs.
 
A estrutura de menus no sistema MMI foi redesenhada, passando a ter o mesmo visual dos modelos TT, A4 e Q7. Na tela eletricamente rebatível de sete polegadas, a operação é baseada em smartphones.

 Os bancos têm forração de couro sintético e os dianteiros são esportivos, proporcionando maior apoio lateral nas curvas feitas em velocidade elevada. O assento do motorista tem ajustes elétricos e apoio lombar de quatro vias.
 
Na versão Ambition, além de todo o equipamento disponível nos modelos 1.4 TFSI Flex, há vários itens adicionais de conforto, conveniência e segurança, como ar-condicionado com comando digital e duas zonas de temperatura. O computador de bordo traz display colorido e o sistema de áudio inclui o Audi music interface, rádio MMI e conexão Bluetooth.
 
Outro item importante é o sistema Audi drive select, que regula as respostas do pedal do acelerador, a assistência da direção e o câmbio S tronic de seis velocidades. O motorista pode variar entre os modos Comfort, Auto, Dynamic, Efficiency e Individual ao toque de um botão.
 
No modo Individual, o motorista pode especificar seu próprio perfil ou suas regulagens preferidas. Outro item bastante prático é o assistente do freio de estacionamento, que permite que o carro fique parado sem necessidade de manter a pressão no pedal do freio nos sinais ou congestionamentos, mantendo também as luzes de freio acesas até que o motorista pressione novamente o acelerador. Esse recurso auxilia, também, nas partidas em subidas, evitando o recuo do carro.
 
Entre os itens opcionais estão sistema de navegação, smartphone interface, faróis Full LED e lanterna traseira de LED (pacote Ambition Plus). O modelo oferece ainda opcionalmente o pacote Assistance Plus, que inclui controle de cruzeiro adaptativo com Pre Sense Front, Park Assist com câmera de ré, Keyless-Go e assistente para luz alta.
 
A versão Ambition é equipada com motor 2.0 TFSI de 220 cv de potência, que se destaca por reunir uma série de tecnologias modernas: sistema de injeção indireta adicional complementando a injeção direta, sistema de levantamento de válvulas (Audi valvelift system - AVS) para ajustar o curso das válvulas de exaustão e coletor de escapamento integrado ao cabeçote.
 
O torque do 2.0 é de 350 Nm entre 1.500 e 4.400 rpm, o que garante respostas imediatas do acelerador e uma condução suave em qualquer velocidade. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 6,9 segundos e a velocidade máxima é de 250 km/h, limitada eletronicamente.
 
O câmbio S tronic de seis velocidades e dupla embreagem em banho de óleo faz trocas de marchas automaticamente ou comandadas pelo condutor na alavanca do console ou pelas aletas atrás do volante.
 
Outras versões
 
O A3 Sedan brasileiro está disponível em três versões. Além da Ambition, são oferecidas a Attraction e Ambiente. Todas incluem, entre outros itens, um total de sete airbags para proteção dos ocupantes – frontais e laterais na dianteira, airbags de cortina para as janelas laterais dianteiras e traseiras e airbag para proteção dos joelhos do motorista. Outro item de segurança ativa, presente em todas as versões, é o ESP, controle eletrônico de estabilidade.
 
As versões Attraction e Ambiente contam com o motor 1.4 TFSI Flex produzido no Brasil, com 150 cv de potência e 250 Nm de torque disponível a apenas 1.500 rpm, otimizando o desempenho nas condições de uso mais frequentes, como no trânsito urbano, em velocidades moderadas. Um detalhe importante é que os valores de desempenho do motor são idênticos tanto com etanol puro como com gasolina.
 
O motor com injeção direta de combustível na câmara de combustão tem seu desempenho potencializado pelo câmbio automático S tronic de seis velocidades, que oferece a possibilidade de trocas de marchas de forma manual por meio da alavanca seletora ou pelas aletas atrás do volante. Esse conjunto mecânico de alta eficiência leva o A3 Sedan 1.4 TFSI Flex da imobilidade aos 100 km/h em 8,8 segundos. A velocidade máxima chega a 215 km/h.
 
Uma vantagem da injeção direta de combustível é que não há necessidade de adoção de nenhum sistema auxiliar para partida a frio com etanol, nem mesmo para pré-aquecimento do combustível. A altíssima pressão de entrada do etanol na câmara de combustão e a possibilidade de dosar eletronicamente a mistura ar-combustível garante uma partida sem dificuldades mesmo nos dias mais frios.

 

Fonte Comprecar.

Leia mais

AUDI Q3 1.4 LITRO, AGORA FLEX E PRODUZIDO NO BRASIL, JÁ ESTÁ À VENDA

26 de Fevereiro de 2017 A Audi do Brasil deu início à venda de mais um carro montado na sua linha de produção em São José dos Pinhais no Paraná. Além do A3 sedan, a montadora também fabrica agora o Q3 1.4 TFSI com motor flex, com 150 cv de potência. O modelo já está sendo comercializado na concessionária de Sorocaba nas versões Attraction, Ambiente e Ambition.
 
O Audi Q3 é um dos modelos mais vendidos da Audi, no Brasil. Motivos para isso não faltam. O Q3 é um veículo que mantém o caráter premium, sem deixar de ser versátil e gosto de dirigir. O conceito de Crossover/SUV assegura ótima mobilidade nas precárias condições de rodagem das ruas e estradas brasileiras. A boa altura livre em relação ao solo permite encarar com desenvoltura até caminhos mais acidentados. A versão de entrada, Attraction, conta com rodas de liga leve de 17 polegadas, enquanto a Ambiente e a Ambition trazem rodas aro 18.
 
Desde a versão básica, o carro já sai muito bem equipado com faróis de xenônio e pelas luzes de condução diurna de LEDs. Internamente, oferece amplo espaço e alta segurança para até cinco ocupantes. O porta-malas leva até 460 litros de carga e pode ser ampliado pelo rebatimento parcial ou total dos bancos traseiros para acomodar um volume que chega aos 1.365 litros.
 
A grande novidade do modelo é o novo motor flex 1,4 litro turboalimentado, e com injeção direta de combustível, que desenvolve potência máxima de 150 cv entre 4.000 e 6.000 rpm e um generoso torque de 250 Nm, disponível entre 1.500 e 3.500 giros, tanto com etanol quanto com gasolina. Esse é o mesmo motor que equipa o Audi A3 sedan nacional.
 
Para isso, as peças que mantêm contato com o combustível, como tanque, galerias, bombas de alimentação, entre outras, recebem tratamentos diferentes para o etanol. Além disso, o propulsor possui um sensor que reconhece a mistura de combustível antes da queima devido à maior precisão exigida por um sistema com turbina, criando uma referência para o módulo de injeção – que também tem calibração diferente.
 
A tecnologia TFSI flex também opera com o sistema start/stop em ambos os combustíveis. O sistema desliga o motor quando o carro faz paradas rápidas, reativando-o imediatamente quando o motorista tira o pedal do freio.
 
Junto com o motor flex, está a transmissão S tronic (robotizada de dupla embreagem) de seis marchas. Esse caixa S tronic pode funcionar de forma automática, ou ainda permitindo trocas manuais por meio da alavanca no console, ou pelos shift paddles, instalados na parte de trás do volante multifuncional.
 
Com esse conjunto, o Q3 alcança os 100 km/h em 8,9 segundos e atinge uma velocidade máxima de 204 km/h com ambos os combustíveis.
 
O modelo Attraction (versão de entrada) conta de série com ar-condicionado, bancos de couro sintético, ajuste elétrico do banco do motorista, faróis de xenônio com limpadores, volante multifuncional revestido de couro com shift paddles, rádio Concert com conexões auxiliar e Bluetooth, computador de bordo e sensores de luz e chuva. O freio de estacionamento tem acionamento elétrico e o motorista conta com a conveniência e segurança do assistente de partida em aclives, que evita o recuo do carro.
A versão Ambiente traz adicionalmente ar-condicionado automático com duas zonas, espelho interno com função antiofuscante automática, controle de velocidade de cruzeiro, soleiras de alumínio, retrovisores externos rebatíveis com ajustes elétricos e sensores de estacionamento traseiros e dianteiros. Para esse modelo, a lista de opcionais inclui teto solar panorâmico Open Sky, abertura e fechamento elétrico do porta-malas, pacote interno de luzes de LED e Pacote Conveniência, composto por Auto Hold, Audi Lane Assist e assistente de luz alta.
 
Já a topo de linha Ambition recebe ainda acabamento interno de alumínio, controle de cruzeiro colorido, teto solar panorâmico Open Sky, pacote de luzes, abertura e fechamento elétrico do porta-malas, rádio MMI e sistema de navegação. Os opcionais da versão são faróis full LED, Pacote Conveniência e Pacote Tecnológico, que inclui sistema de som Bose, Audi drive select, keyless entry e sistema Auto Park com câmera de ré.
 
Preços
 
A partir de agora, os novos Audi Q3 com a motorização flex passam a ter os seguintes preços: Attraction por R$ 143.190; Ambiente por R$ 154.190 e Ambition por R$ 170.190. A chegada do novo Audi Q3 abre precedentes para uma boa oportunidade de compra no Q3 à gasolina. Aliás, a Audi Center Sorocaba tem algumas unidades do Q3, com ótimas condições.

 

Fonte Comprecar.

Leia mais

AUDI MOSTRA ESPORTIVOS EM GENNEBRA

A Audi apresenta seis novos modelos no Salão Internacional de Genebra. Fazendo suas estreias mundiais estão o conceito Q8, equipado com motor 3.0 TFSI V6 com sistema híbrido, e o novo RS 5 Coupé - o Gran Turismo dos modelos RS. Seu equivalente no automobilismo, o RS 5 DTM, inicia a nova temporada com mais de 500 cv de potência. Duas outras estreias acompanham a apresentação esportiva da marca: o RS 3 Sportback e o SQ5 TFSI. Além disso, com o A5 Sportback g-tron a Audi exibe ainda um de seus conceitos sustentáveis.
 
Q8
 
Um aspecto particularmente inovador no conceito é seu sistema de propulsão altamente eficiente. É o primeiro modelo a combinar motor 3.0 TFSI de seis cilindros com sistema híbrido e compressor elétrico. Como resultado, o Q8 atinge 476 cv e 700 Nm de torque, e acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,7 segundos - e atinge velocidade máxima de 275 km/h. Sua autonomia de mais de 1.200 km o tornam ideal para viagens de longa distância. O visual do Q8 é acentuado pelos seus defletores de ar característicos.
 
Comparado ao conceito Q8 apresentado pela Audi em Detroit, outros 12 mm foram adicionados à largura dos arcos das rodas. Na parte estética e aerodinâmica do veículo estão o longo spoiler na borda do teto, o difusor de alumínio e o sistema de escape com saídas ovais. O interior do Q8 conta com com linhas expansivas, materiais sofisticados e espaço abundante. Os controles das funções do conceito são feitos em grandes telas touchscreen, com toques finais na forma de um Audi cockpit virtual aprimorado e head-up display. A tela usa tecnologia inteligente de realidade aumentada que funde os mundos real e virtual.
 
RS 5 Coupé
 
O novo RS 5 Coupé - o Gran Turismo dos modelos RS – tem um motor 2.9 TFSI V6 biturbo que foi completamente redesenvolvido e entrega 450 cv de potência e torque máximo de 600 Nm - 170 Nm a mais que seu antecessor. O modelo de topo da família A5 acelera de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos. E com o pacote opcional RS dynamics chega a uma velocidade máxima de 280 km/h. A potência do motor V6 flui por meio de uma transmissão tiptronic de oito velocidades com ajuste esportivo para o sistema de tração permanente quattro, que distribui a força de forma assimétrica entre os dois eixos, na proporção 40:60. Para o estilo do RS 5 Coupé, os  designers se inspiraram nos detalhes do modelo de corrida Audi 90 quattro IMSA GTO. Na dianteira, o carro é marcado pela grade Singleframe larga e plana e as grandes entradas de ar. As laterais são enfatizadas pelos arcos das rodas pronunciados, que foram alargados em 15 mm. Difusores específicos da linha RS, assim como o sistema de escape com saídas ovais e um spoiler fixo complementam o visual dinâmico. No interior, as características são acentuadas com os bancos esportivos RS, volante revestido de couro com base aplanada, tela especial no Audi virtual cockpit e logos RS. Outras tecnologias de ponta do modelo incluem head-up display, faróis de LEDs Matrix e diversos assistentes de direção, que garantem segurança, conforto e eficiência.
 
RS 5 DTM
 
Junto ao modelo de produção, a Audi Sport apresenta simultaneamente a versão de corrida DTM para o RS 5 Coupé. Além das numerosas mudanças feitas para cumprir os regulamentos da competição, a nova linguagem de design foi aplicada no modelo. A Audi também melhorou precisão na disposição nas peças aerodinâmicas. O motor 4.0 V8 do RS 5 DTM agora rende mais de 500 cv de potência.
 
RS 3 Sportback
 
RS 3 Sportback conta com um novo motor 2.5 TFSI de cinco cilindros desenvolve 400 cv de potência e torque máximo de 480 Nm. O compacto esportivo leva apenas 4,1 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h. Com a bitola mais larga que a do A3 Sportback comum, direção progressiva, eixo traseiro four-link e um sistema de suspensão mais ajustado, o RS 3 Sportback combina dinamismo fascinante com estabilidade superior. A tração quattro de série é integrada ao sistema Audi drive select, que configura itens como a direção, o câmbio S tronic, gerenciamento do motor, entre outros - além do sistema de suspensão esportiva RS plus com controle adaptativo dos amortecedores. A dirigibilidade é aperfeiçoada por meio do Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) com controle seletivo de torque e modo esportivo especialmente ajustado para o RS.
 
SQ5 TFSI
 
O modelo de topo da família Q5 obtém sua potência do motor 3.0 V6 turbo de 354 cv, que entrega ainda 500 Nm de torque a apenas 1.370 rpm. Esse conjunto permite que o SUV acelere de 0 a 100 km/h em 5,4 segundos. O sistema de tração integral permanente quattro e as trocas de marcha rápidas feitas pela transmissão tiptronic de oito velocidades contribuem para uma dirigibilidade dinâmica. A agilidade do carro é aprimorada com o diferencial esportivo, que distribui ativamente o torque entre as rodas traseiras, e a direção dinâmica, ambos opcionais. Além de atuar junto a esses componentes, o sistema Audi drive select também exerce seus efeitos no motor, no câmbio e no controle dos amortecedores, permitindo ajustar as características do SQ5 em múltiplos modos. Com a suspensão a ar opcional o motorista pode alterar a altura da suspensão de acordo com situações diferentes de rodagem.
 
A5 Sportback g-tron
 
Seguindo os passos de A3 Sportback g-tron e do A4 Avant g-tron, o A5 Sportback g-tron é o terceiro modelo da marca que pode rodar com gás natural. O modelo é equipado com motor 2.0 TFSI de 170 cv e torque de 270 Nm. O módulo de armazenamento de gás consiste em quatro leves tanques com capacidade para 19 kg, o que permite uma autonomia de 500 km se o carro rodar apenas com gás natural comprimido (CNG). Junto ao tanque de gasolina de 25 litros, a autonomia total pode chegar a 950 km. No New European Driving Cycle (NEDC), o A5 Sportback g-tron com transmissão S tronic utiliza apenas 3,8 kg de CNG para rodar 100 km, o que equivale a emissões de 100 gramas de CO2 por quilômetro. Isso faz da Audi a primeira montadora premium a oferecer um motor a gasolina no segmento B com valores de emissões mais baixos que em veículos equivalentes a diesel.Comparado a um modelo a gasolina, os gastos com combustível são significativamente mais baixos, e as emissões de CO2 reduzidas posicionam o veículo em uma faixa de impostos mais atrativa.

 

Fonte Comprecar.

Leia mais

HYUNDAI NEW TUCSON JÁ À VENDA!

Uma das grandes sensações da Hyundai no Salão do Automóvel foi justamente o utilitário esportivo New Tucson, que é produzido na planta de Anápolis - GO. Trata-se de um veículo totalmente novo, ainda que compartilhe a mesma linha de produção, da planta de Anápolis (GO), com o Hyundai IX35.
 
A chegada do New Tucson não marca o fim da produção do Hyundai IX35, que é a segunda geração desse mesmo modelo, em outros mercados internacionais. Assim, as duas gerações do mesmo veículo conviverão no mercado brasileiro. O IX35 num patamar mais acessível, enquanto o New Tucson chega mais equipado e potente, além de maior espaço interno, logo abaixo da Santa Fé.
 
Esta nova geração do Tucson adota a linguagem estética atual da Hyundai, caracterizada pela grade dianteira hexagonal. Na traseira, as lanternas têm formato horizontalizado, de dimensões maiores, e divididas uma parte no para-lamas e outra na tampa do porta-malas.
 
Nessa nova plataforma, a adoção de aços de alta resistência e mais leves (exclusividade da Hyundai) permitiu que a rigidez torcional da carroceria se elevasse em 48%. O monobloco mais rígido garante maior estabilidade, melhor conforto para os passageiros e um nível de ruído interno mais baixo. Outro destaque no modelo é o menor coeficiente de atrito, de toda categoria. O modelo recebeu classificação máxima de segurança no IIHS (instituto de segurança norte-americano), bem como o EuroNCAP.
 
O Hyundai New Tucson chega equipado com novo motor turbo 1,6 litro T-GDI (Gasoline Direct Injection) à gasolina e transmissão Dual Clutch (dupla embreagem) de 7 marchas. Equipado com esse conjunto, o modelo gera 177 cv de potência a 5.500 rpm, e 27 kgfm de torque, entre 1.500 e 4.500 rpm, garantindo muita força ao SUV desde baixas rotações. Aliás, esse é o principal destaque. Esse motor está associado a uma moderna transmissão de dupla embreagem.
 
Com esse conjunto, o New Tucson acelera os mais de 1.600 Kg do novo SUV (de 0 a 100 km/h) em apenas 9,1 segundos, e chega à uma velocidade máxima de 201 km/h. O consumo também não decepciona. Segundo o fabricante, é de 10,9 km/l em cidade, e 15,4 km/l em estrada (números do ciclo europeu).
 
No tamanho, o New Tucson está mais maior. Ele é 6,5 cm mais longo, 3 cm mais largo e 2 cm mais baixo que o atual Hyundai ix35. Com as dimensões mais generosas, o veículo tem mais espaço interno para passageiros dianteiros e traseiros. A interior é totalmente novo, com um design mais funcional e acabamento de boa qualidade.
 
O espaço interno permite acomodar cinco adultos, e há uma grande quantidade de porta-objetos. Os bancos traseiros permitem inclinação do encosto, enquanto o motorista conta com ajustes do assento e do volante.
 
O New Tucson traz bons equipamentos, mesmo na versão de entrada GL. De série já vem com ar condicionado digital dual zone com ionizadores e saídas para os bancos traseiros, bancos em couro com ajuste elétrico para os dianteiros, 6 airbags, direção elétrica progressiva, rodas aro 18, assistente de aclive e declive, câmera de ré, retrovisores externos com desembaçador, controle de estabilidade e tração. Além dos itens de série, de acordo com a versão, pode trazer teto solar panorâmico, bancos aquecidos e refrigerados, detector de ponto cego, assistente de estacionamento, tampa do porta-malas com abertura elétrica por aproximação, entre outros.
 
Mercado
 
O New Tucson chega em três versões: GL por R$ 138,9 mil, GLS por R$ 147,9 mil e GA25 por R$ 159.9. O New Tucson disputada mercado com Honda CR-V, Audi Q3, BMW X1, Mercedes GLA, Volkswagen Tiguan, entre outros. Assim, o modelo entra na gama da Hyundai, preenchendo a lacuna que existia entre o ix35 e o Santa Fé.

O New Tucson já está disponível em Sorocaba na Hyundai Abrão Reze, para mais informações acesse: www.abraoreze.com.br/hyundai
 
Ficha Técnica
 
Motor: dianteiro, longitudinal, quatro cilindros - 16V, turbo com injeção direta
Cilindrada: 1.591 cm3,
Potência máxima: 177 cv (@ 5.500 RPM)
Torque máximo: 27 Kgfm (@ 1.500 RPM)
Câmbio: Dual Clutch de 7 velocidades
Direção: assistência elétrica progressiva
Freios: discos ventilados dianteiros e sólidos na traseira
Rodas de 18 polegadas montadas em pneus 225/55 R18
Comprimento - 4,47 metros
Largura - 1,85 metros
Altura - 1,65 metros
Entreeixos - 2,67 metros
Porta-malas - 513 litros
Tanque - 62 litros

Leia mais

VOLKSWAGEN COLLECTION PARA QUEM AMA A MARCA

Desenvolvida para expressar a identidade da marca Volkswagen, com o mesmo estilo e a elegância que o cliente encontra no próprio carro, a Volkswagen Collection é a opção da moda que o cliente veste e usa. Além de manter o alto padrão de qualidade, são diversos produtos exclusivos da marca que está há mais de 60 anos na vida dos brasileiros.
 
São diversos itens que o cliente encontra nessa coleção. Entre eles peças de vestuário adulto e infantil, miniaturas, chaveiros, capas de celular, bonés, chinelos, relógios, entre outros. As peças da coleção têm inspiração e referências de modelos clássicos, como Fusca e Kombi, e de modelos atuais, além das linhas Fun, Cross, R-Line, TSI e GTI. São mais de 120 produtos disponíveis.
 
“A Volkswagen Collection foi desenvolvida para que os fãs e clientes da marca possam contar com peças que retratem seu estilo de vida. Todos os itens da coleção transmitem atributos como qualidade, inovação e design, assim como as características dos nossos automóveis”, conta o gerente executivo de Marketing Comunicação da Volkswagen do Brasil, Leandro Ramiro.
 
São três linhas que compõem a Volkswagen Collection:
 
Vintage
 
A Volkswagen possui ícones da indústria automobilística em sua trajetória que se fundem com a história do Brasil, como o Fusca e a Kombi. Desta forma, foi dedicada uma linha específica para esses dois veículos. E para demonstrar ainda mais a tradição da marca, a linha também oferece produtos que contam com o símbolo do Castelo de Wolfsburg , cuja cidade alemã tem sua história intimamente ligada à matriz da Volkswagen.
 
A categoria “Vintage” é formada pelas linhas Fusca Collection, Kombi Collection e Classic Collection.
 
Brands
 
A inspiração para o desenvolvimento da categoria “Brands” vem do portfólio de veículos atuais e de versões especiais da marca, cujos atributos principais são conectividade, robustez e tecnologia. A “Brands” também busca trazer características dos carros para as peças, seja em uma cor especial, costura ou estilo – como no caso da versão Cross, que tem produtos focados no estilo aventureiro.
 
Atualmente, a categoria “Brands” é composta pelas linhas up!, Cross e R-Line. Como novidades para o Salão Internacional do Automóvel serão lançadas as linhas Gol, Fox, Saveiro, Amarok, Fun, TSI e GTI. Na linha Fun, por exemplo, os fãs da marca encontrarão o portfólio atual retratado de forma lúdica, colorida, alegre e bem humorada nas peças.
 
Corporate
 
Na linha Volkswagen Corporate Collection é utilizada a marca Volkswagen (grafia e logo) nas peças.
 
Conheça alguns preços:
 
Mochila Jeans com acabamento nas cores caramelo/marrom R$ 149,90
Bolsa de viagem jeans com acabamento na cor caramelo R$ 149,90
Necessaire jeans com acabamento nas cores caramelo e marrom R$ 49,90
Chinelo (Ipanema) com desenhos Fusca/Kombi/Up R$ 59,90
Camiseta Feminina Vintage Fusca R$ 81,00
Camiseta Infantil Vintage (azul) R$ R$ 81,00
Bolsa para Laptop em courino R$ 149,90
Necessaire em courino R$ 49,90
Bolsa de viagem em courino na cor preta R$ 169,90
Caneca Kombi R$ 55,00
Boné Kombi Vintage (preto) R$ 81,00
Boné Kombi infantil (vermelho) R$ 74,90
 
O itens da Volkswagen Collection estão disponíveis nas concessionárias Volkswagen e Seminovos do Grupo Abrão Reze. Mais informações AQUI

 

Fonte: Site Comprecar

Leia mais

AUDI APRESENTA O LUXUOSO S8 PLUS NO SALÃO DO AUTOMÓVEL

O novo S8 Plus fara sua estreia no Brasil, durante o Salão do Automóvel de São Paulo, de 10 a 20 de novembro. As vendas desse sedan esportivo de luxo, que tem preço de R$ 889.990, começam em dezembro nas concessionárias da marca.
 
O modelo chega equipado com um motor 4.0 litros V8 biturbo que desenvolve 605 cv de potência entre 6.100 e 6.800 rpm, e impressionantes 750 Nm de torque entre 2.500 e 5.500 giros, com o sistema overboost. Com esse motor, o carro acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,8 segundos e atinge velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente.
 
São números que impressionam para um carro desse porte, que tem 5.147 mm de comprimento, 1.949 mm de largura, 1.458 mm de altura e pesa 1.990 kg. A distância entre-eixos de 2.994 mm garante espaço de sobra para os ocupantes do banco traseiro. O porta-malas, que traz abertura e fechamento elétricos, tem capacidade para 520 litros.
 
O motor V8 trabalha em sintonia com a transmissão Tiptronic (automática com conversor de torque) de oito marchas. O sistema de tração quattro com diferencial esportivo está entre os destaques do modelo, assim como a “suspensão a ar” sport da linha S e direção dinâmica, com ajustes específicos para o S8. Rodas de liga leve de 21 polegadas também são de série.
 
Externamente, o S8 Plus exibe visual mais esportivo que o do A8, com acabamento das soleiras das portas com o nome do veículo e capas dos retrovisores de alumínio. A grade dianteira tem efeito tridimensional, o capô traz linhas esculpidas e há vincos delineados em toda a superfície da carroceria.
 
Um dos destaques na dianteira são os faróis Matrix LED, formados por cinco conjuntos individuais de LEDs, com funcionamento independente. Caso algum veículo seja detectado à frente, os fachos individuais podem seletivamente se apagar, para evitar ofuscamento. Frisos pretos com alto brilho envolvendo grades, maçanetas e parte inferior da carroceria reforçam a sofisticação do modelo esportivo top de linha da Audi.
 
No interior, chama a atenção o acabamento de alumínio escovado e carbono atlas, além de revestimento de couro nos assentos, volante e alavanca de câmbio.
 
A lista de equipamentos de conforto inclui ar-condicionado de quatro zonas, bancos dianteiros (esportivos) e traseiros de couro Valcona com aquecimento, função massagem, ajuste lombar e regulagens elétricas com memória na frente, teto solar, cortinas elétricas para as janelas laterais e o vidro traseiros, volante multifuncional com ajuste elétrico e shift paddles, espelhos retrovisores externos eletricamente ajustáveis, rebatíveis, aquecíveis e com função memória.
 
Entre os itens de segurança estão alarme antifurto, função Auto hold, Audi pre sense plus, sistema de visão noturna Night Vision, ACC (controle de cruzeiro adaptativo), head-up display, indicador de pressão dos pneus, sistema keyless-go, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, Audi side assist, câmeras ambiente (360o), direção dinâmica e sistema start-stop.
 
Já na parte de entretenimento, o sedan traz sistema de som da Bose, rádio MMI com navegação, Bluetooth, Audi music interface, recepção de TV, DVD player, Audi connect e sistema de entretenimento traseiro.
 
A lista de opcionais complementa o modelo com sistema de som Bang & Olusen e o Pacote Dinâmico, composto por escapamento esportivo, freios de cerâmica e aumento da velocidade máxima de 250 km/h para 305 km/h.
 
A Audi oferece 11 cores externas para o modelo: Preto Brilhante, Preto Mito, Preto Havana, Branco Geleira, Branco Íbis, Cinza Monsão, Cinza Oolong, Prata Cuvee, Prata Florete, Marrom Argus e Azul Luar. O acabamento interno pode ser preto, bege, cinza, marrom ou preto com costuras vermelhas.
 
Audi A8 L W12 Exclusive
 
Outro modelo da linha mais luxuosa da marca que estará presente no evento é o A8 L W12 com acabamento da linha Audi exclusive, divisão de personalização da marca alemã. O sedã com entre-eixos alongado, equipado com um poderoso e diferenciado motor 6.3 litros na configuração W12, chega à de 500 cv de potência e 625 Nm de torque.
 
Esse traz detalhes únicos como pintura na cor Cinza Indium, acabamento interno preto e bege, geladeira e bancos traseiros individuais ajustáveis eletricamente. O A8 L estará exposto na área interna do estande, reservada a convidados da Audi.

 

Fonte: Comprecar

Leia mais

AVALIAÇÃO: VOLKSWAGEN GOLF 1.6 MSI

Máxima segurança

Como modelo de entrada, o Golf Comfortline tem foco na relação custo-benefício. Com nota máxima em segurança para adultos e crianças, o modelo Comfortline traz uma série de recursos de segurança, como: sete airbags (dois frontais, dois laterais nos bancos dianteiros, dois laterais do tipo cortina e um de joelho para o motorista), cintos de segurança automáticos de três pontos em todos os assentos, controle de tração (ASR), controle de estabilidade (ESC), bloqueio eletrônico do diferencial (EDS e XDS) distribuição eletrônica de frenagem (EBD), faróis de neblina com luz de conversão estática, sistema Isofix de fixação de cadeirinha de criança com top tether (que permite a fixação da parte superior da cadeirinha) e freios com Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão.

 

Muito conforto

O Golf Comfortline é um carro sempre completo. Ele sempre traz como equipamento de série direção com assistência elétrica; ar-condicionado; vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico e função um toque; sistema de infotainment Composition Media com tela sensível ao toque de 6,5 polegadas; travamento central por controle remoto e rodas de liga leve de 16 polegadas; freio de estacionamento com o sistema Hill Assist (que não deixa o carro escorregar para trás numa subida); sensores de aproximação de obstáculos na dianteira e na traseira (“Park Pilot”) e retrovisores externos com ajuste elétrico; com luz de seta integrada (side blinker) e função “tilt down” complementam a lista de série.

 

Total tecnologia

O Golf também está equipado com o melhor sistema de integração de smartphones do mercado brasileiro! O App-Connect é uma tecnologia global que permite que a tela do celular seja reproduzida na tela central do sistema de infotainment. Ou seja, a tela do veículo repete informações do que está sendo exibido na tela do celular. Também é possível comandar o sistema de infotaiment pelo celular, ou comandar o celular pelo sistema de infotainment. É o sistema de integração mais avançado, disponível no mundo.

Esses são os sistemas “Composition Media”, ou “Discover Media” disponíveis na versão Comfortline do Golf. Eles contam com telas de 6,5 polegadas sensíveis ao toque, coloridas e de alta resolução. Também oferecem ampla interatividade com várias opções de informação e entretenimento.

 

Motor 1.6 litro MSI

O motor 1.6 MSI flex é produzido em São Carlos, no interior de São Paulo, e pertence à família EA211. Ele foi desenvolvido visando critérios de maior eficiência energética (ou seja, a economia). Por isso optou-se pela configuração de quatro cilindros e 16 válvulas (4 válvulas por cilindro).

Com a tecnologia flex, ele é capaz de rodar com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção. Sua potência máxima é de 120 cv a 5.750 rpm, quando abastecido com etanol (E100), e de 110 cv à mesma rotação, com gasolina (E22). O torque máximo é de 16,8 kgfm com etanol e 15,8 kgfm com gasolina, ambos a 4.000 rpm.

 

Transmissões

O Golf Comfortline equipado com motor 1.6 MSI, pode ser associado a duas transmissões. A versão manual com cinco marchas, traz a transmissão MQ250. O modelo automático conta com a caixa AQ160, com seis marchas e função Tiptronic. Ambas as transmissões contam com relações de marchas que privilegiam o conforto e o prazer ao dirigir, sempre visando a economia.

 

Desempenho

Fato que esse não é o ponto alto dessa versão. Com a transmissão manual, o Golf Comfortline acelera de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos e tem velocidade máxima é de 188 km/h (com etanol). Já na versão automática, a velocidade máxima de 184 km/h é alcançada em quinta marcha e a aceleração de 0 a 100 km/h é realizada em 11,6 segundos (dados com etanol).

A vantagem no caso é a economia de combustível. Tanto a versão manual, quanto à automática, recebem letra “B” no programa de etiquetagem do INMETRO. Segundo a norma, o Golf 1.6 MSI automático, faz médias de 8,9 e 6,8 km/l rodando com etanol na estrada e cidade, respectivamente. Com gasolina sobe para 12,6 e 10 km/l. Mas em nossos testes, conseguimos atingir médias de até 13,5 km/l (com gasolina) rodando em rodovias.

 

Conclusão e preço

O Golf Comfortline 1.6 MSI é a escolha para quem procura um veículo extramente seguro, antes de tudo. Além disso, ele é um veículo muito completo em equipamentos, e bastante confortável. Fato que seu desempenho não é o ponto alto. Portanto, é o carro ideal para ser dirigido por quem não tem muita prática, ou ainda, muita atenção ao volante. O desempenho comedido, certamente evitará problemas maiores em caso de acidentes. Para quem procura “desempenho”, existem as opções do Goft e Jetta, ambos com motores 1.4 TSi, que são uma história completamente diferente do 1.6 MSI.

O Golf 1.6 MSI manual parte de R$ 75.130. Já a versão automática tem preço inicial de R$ 80.530. Nas lojas do grupo Abrão Reze em Sorocaba, o modelo pode ser adquirido com 60% de entrada, mais 18 parcelas sem juros!

 

Fonte: Site Comprecar

Leia mais

AUDI A4 AMBITION NA VERSÃO TOPO DE LINHA CHEGA AS RUAS

Após o lançamento da nona geração do A4, a Audi traz ao mercado brasileiro a versão topo de linha do sedan, o A4 Ambition. Equipado com o novo motor 2.0 TFSI de 252 cv, o carro já poderá ser encomendado na Audi Center Sorocaba por R$ 244 mil.
 
Com o mesmo porte e dimensão da versão Ambiente de 190 cavalos, o destaque mais marcante por fora são as rodas de liga leve com 18 polegadas de série. Por se tratar de uma versão topo de linha, os faróis são sempre full led, incluindo as luzes traseiras. Destaque também para a luz de seta dinâmica, que corre de dentro para fora, igual a do R8.
 
O Audi Virtual Cockpit
 
Como acontece na versão Ambiente, o inovador Audi Cockpit Virtual, está sempre presente. Trata-se de uma tela de instrumentos de TFT (Transistor Film Technology) totalmente digital com 12,3 polegadas que mostra as informações mais importantes por meio de brilhantes gráficos de alta resolução, com grande detalhamento e efeitos sofisticados. Para conhecer todos os detalhes desse sistema, clique AQUI
 
Maior integração
 
A interface Audi para smartphones também se faz presente. Isso integra celulares iOS e Android com a central multimedia do veículo, o Audi MMI. Além disso, o equipamento de som de série inclui também o rádio MMI plus com navegação e conexão Bluetooth. Para os fãs de alta fidelidade é oferecido como opcional o sistema de som Bang & Olufsen com som 3D de 755 watts de potência e 19 alto-falantes.
 
ACC com Traffic Jam Assist
 
Como uma grande novidade na linha dos modelos Audi no Brasil, está presente é o ACC (Adaptive Cruise Control) com o Traffic Jam Assist. Ele pode assumir a direção do veículo em velocidades de até 65 km/h, quando o trânsito está congestionado. O sistema utiliza sensores de radares e de ultrassom combinados a uma câmera frontal para conduzir o carro, ajustando a direção e controlando a velocidade de acordo com o tráfego ao redor. O sistema será oferecido como opcional para toda a linha A4. O recurso é inédito na categoria de sedans médios de luxo.
 
Novo motor 2.0 litros de 252 cv
 
O motor 2.0 TFSI agora chega à 252 cv de potência, com 370 Nm de torque máximo, disponíveis entre 1.600 e 4.500 rpm. Entre os itens exclusivos desse motor está o sistema de dupla injeção, sendo direta no interior das câmaras de combustão e multiponto no coletor de admissão, totalizando oito bicos. Dependendo da solicitação, os dois sistemas podem trabalhar juntos ou separadamente, proporcionando o máximo desempenho com reduzidos índices de consumo e emissões. O coletor de escapamento é integrado ao cabeçote e o motor traz ainda o exclusivo sistema de acionamento das válvulas de exaustão Audi Valvelift System (AVS).
 
Transmissão S tronic e tração quattro
 
O trem de força e o chassi do novo A4 foram aprimorados. A transmissão Stronic de sete marchas, com dupla embreagem e trocas de marchas quase instantâneas, foi reprojetada. Para maior economia de combustível, o câmbio agora oferece uma função roda-livre. O controle seletivo de torque para cada uma das rodas suplementa o trabalho da tração dianteira. 
 
A versão Ambition vem equipada ainda com o sistema de tração integral permanente quattro, que distribui a força para as quatro rodas conforme a necessidade. Isso resulta em mais aderência, controle, estabilidade e, consequentemente, em maior segurança.
 
Com esse conjunto, o Audi A4 Ambition acelera de 0 a 100 km/h em apenas 5,8 segundos e tem velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente.
 
Sistemas de assistência e segurança
 
O A4 estabelece uma nova referência em sua classe com sistemas de assistência ao condutor. Entre as inovações estão os sistemas Audi Pre Sense Rear e Audi Side Assist, ambos parte do pacote opcional Assistance City.
 
Equipamentos
 
A versão Ambition traz um pacote bastante completo de equipamentos de série. Entre os destaques estão Audi drive select, Audi Virtual Cockpit, faróis Full LED com ajuste automático de altura, ar-condicionado automático de três zonas, rodas de liga leve de 18 polegadas, teto solar elétrico, retrovisores externos eletricamente ajustáveis e rebatíveis, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré, sistema MMI com navegação, Bluetooth e smartphone integration, sensores de luz e chuva, ajuste elétrico do banco do motorista e passageiro, sistema de limpador de faróis, bancos de couro e kit esportivo S Line, que inclui para-choques com design exclusivo, entradas de ar com aplicação cromada, grade frontal cinza fosca com aplicações cromadas, saias laterais na cor do veículo, difusor com acabamento cinza fosco, soleiras exclusivas e emblemas nos para-lamas.
 
Opcionalmente, o A4 topo de linha pode contar com faróis Matrix LED, Head-up Display, equipamento de som Bang & Olufsen 3D e pintura metálica ou perolizada, além dos pacotes Assistance City, que inclui os sistemas Audi Pre Sense Rear, Audi Side Assist e a câmera de ré; ou ainda o Assistance Tour, com ACC com Traffic Jam Assist, Active Lane Assist e assistente para luz alta.

Motor: 2.0 TFSI

Cilindros /cilindrada: 4 em linha/1.984 cm³
Potência: 252 cv entre 5.000 e 6.000 rpm
Torque máximo: 370 Nm entre 1.600 e 4.500 rpm
Tração: integral quattro
Transmissão: S tronic, 7 velocidades, dupla embreagem
Peso: 1.510 kg
Comprimento: 4.726 mm
Largura: 1.842 mm
Altura: 1.427 mm
Distância entre-eixos: 2.820 mm
Tanque de combustível: 58 l
Porta-malas: 480 l
Aceleração 0-100 km/h: 5,8 s
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada eletronicamente)

 

Fonte: Site Comprecar 

Leia mais

ABRÃO REZE HYUNDAI IMPORTADOS INVESTE TAMBÉM EM SEMINOVOS

A concessionária Abrão Reze Hyundai, dedicada a linha de importados da marca, também comercializa veículos seminovos da própria marca. A concessionária que fica na avenida General Carneiro 1513, está oferecendo mais essa opção aos seus clientes. Assim, toda linha de seminovos está disponível com estoque variado, com opções de ano e modelo.
 
Essa operação de seminovos é relativamente nova. Desde de março de 2016, a concessionária passou a revender modelos selecionados. A principal vantagem para o cliente, é a certeza de comprar um veículo de procedência garantida, com a revisão feita dentro dos padrões de fábrica. E claro, como os veículos da Hyundai contam com 5 anos de garantia, o cliente tem a segurança e tranquilidade de não ter surpresas.
 
Para se ter uma ideia do elevado padrão dos carros ofertados, atualmente, o carro mais usado entre as ofertas é ano 2013. Em geral, os veículos ofertados têm em média 3 anos de uso, vem sempre baixa quilometragem e saem ainda com garantia de fábrica.
 
Alguns exemplos de modelos em estoque disponíveis para venda:
 
Hyundai i30 GLS 1.8 ano 2015, na cor prata com APENAS 20 mil km rodados por R$ 64,9 mil. Esse carro tem garantia de fábrica até 2020.
 
Outra opção é um Hyundai Elantra 2.0 já com motor Flex ano 2015, na cor branca, com 48 mil km rodados por R$ 74,9 mil. Também com garantia até 2020.
 
Vale destacar que além da linha e automóveis, a concessionária também comercializa o utilitário HR, tanto na opção zero quilometro, como também seminovo.

 

Fonte: Site Comprecar

Leia mais

CONHEÇA O EXCLUSIVO AUDI VIRTUAL COCKPIT

Já não é de hoje que a Audi vem surpreendendo o mercado de várias maneiras. Nos últimos anos, a marca saiu da condição de coadjuvante, para o posto de líder de vendas no segmento premium. E isso não é por acaso.
 
A Audi investiu pesado na renovação da rede de concessionários, inundou o mercado com mais de uma dezena de lançamentos nos últimos 24 meses, retomou a fabricação de modelos em solo nacional, além de introduzir tecnologias completamente inéditas entre os carros de categoria premium. Nessa matéria, destacamos a tecnologia do Audi Cockpit Virtual, que revolucionou os painéis dos automóveis. 
 
Evolução gradual na Audi
 
Mesmo antes de revolucionar o painel do carro, a Audi implementou um sistema “touch” diferente. Em vez do usuário tocar na tela da central multimídia (como acontece na maioria dos carros), a Audi preferiu criar um touchpad junto ao console central. Aliado aos botões de controle da central multimídia, o touchpad no topo do botão rotativo maior, permite ao usuário escrever letras, ou fazer alguns gestos para acessar funções, achar músicas e programar destinos do navegador. A alegação da Audi para essa solução é simples: o motorista se distrai muito menos fazendo gestos num touchpad, do que levando o dedo até a tela de uma central multimídia. E isso faz todo o sentido.
 
Mais do que isso, esse recurso touch do MMI, está presente em ampla gama dos carros da marca, incluindo também o modelo de maior volume de vendas, o Audi A3. Dessa forma a Audi democratizou sua tecnologia para todos os seus clientes. Mas o MMI Touch era apenas um pequeno passo, para a próxima revolução digital da Audi: o exclusivo Cockpit Virtual
 
Audi Cockpit Virtual

O Audi Cockpit Virtual é uma tela de instrumentos de TFT (Transistor Film Technology) totalmente digital que mostra as informações mais importantes por meio de brilhantes gráficos de alta resolução, com grande detalhamento e efeitos sofisticados. Ela substitui completamente os antigos ponteiros analógicos do painel do carro. Dessa forma, muito mais informações podem ser exibidas, de forma totalmente dinâmica no painel do carro, exatamente como acontece na tela de um computador ou smartphone.

O Cockpit Virtual combina as funções da central MMI com o painel de instrumentos. O motorista pode escolher visualizar as informações num visual clássico simulando mostradores circulares (velocímetro e conta-giros), ou no modo infotainment, no qual são exibidas funções do sistema de navegação, telefone, Audi Connect, entre outras.

O primeiro carro da Audi a oferecer isso no Brasil foi cupê esportivo TT. A partir de botões no volante multifuncional, o motorista consegue interagir com praticamente todas as funções do painel virtual. Tudo sem tirar as mãos do volante. E para funções mais complexas, basta utiliza o controle touch, localizado no console central, com o uso de apenas uma das mãos.  Nesse caso, o motorista pode “escrever” facilmente o destino usando o touchpad no topo do botão de pressão rotativo (basta desenhar as letras, que o sistema reconhece elas). Também é possível examinar listas e dar zoom em mapas. A estrutura do menu do MMI é semelhante às dos smartphones. Todas as funções importantes podem ser acessadas diretamente.

Logo na sequência, a tecnologia do Cockpit Virtual foi apresentada no SUV Audi Q7 e também no sedan Audi A4. Fato que essa tecnologia será utilizada em toda a gama de novos carros da Audi que chegarão ao mercado, em futuro próximo.
 
Enquanto no Audi TT, o Cockpit Virtual ficava limitado ao motorista, no Audi Q7 e no Audi A4, as funções se estendem para o passageiro do banco da frente. Uma segunda tela central de 12,3 polegadas é controlada pelos botões do console central. Assim, o passageiro da frente também pode controlar o som, programar o GPS e configurar funções do carro. O motorista por sua vez, também pode interagir com praticamente tudo isso, através dos botões do volante multifuncional.
 
O painel a frente do motorista e o painel central podem exibir as mesmas funções (como a tela do mapa GPS), ou o motorista pode ficar com a tela do GPS, enquanto o passageiro pesquisa músicas ou estações de rádio. É como se cada um tivesse um smartphone diferente, mas no caso do Audi A4, tudo está integrado numa mesma central.
 
O rádio MMI plus com sistema de navegação se integra ao Audi Virtual Cockpit. O mapa de navegação exibe através da tecnologia 3D pontes, viadutos, túneis e pontos de interesse ao longo da rota. O sistema possui ainda um tocador de DVD, entradas para cartões de memória, conexão Bluetooth e disco rígido com memória interna (Jukebox) de cerca de 10 GB. É possível copiar músicas, filmes e fotos diretamente na memória da central multimídia do carro. Outra função disponível é o comando por voz, que aceita ordens mais complexas, facilitando a operação segura com o carro em movimento.
 
Head-up display
 
Dependendo da versão do Audi A4, um complemento para esse sistema é o Head-up Display, que faz a projeção de informações ao nível dos olhos do motorista. Esse é oferecido como parte do Pacote Tech (opcional). Nesse caso, as informações mais importantes (velocidade e indicações do GPS) são projetadas diretamente no para-brisa, para total foco de atenção do motorista na estrada. 

Integração com smartphones

Outra novidade no Audi A4 é a interface Audi para smartphones. O sistema integra celulares com o sistema operacional iOS (iPhone) em um ambiente desenvolvido especialmente para esse propósito. Assim, alguns aplicativos do smartphone são conectados ao Audi MMI. E dessa forma, o motorista pode interagir com o smartphone também por comandos de voz, ou do controle MMI do automóvel.

 

Oportunidade no Audi A4

A Audi Center Sorocaba está com uma boa oportunidade para quem quer ter um carro com essa exclusiva tecnologia. O A4 Launch Edition está sendo vendido com taxa 0%, sendo 60% de entrada e o restante parcelado em 18x sem juros. Para conhecer a oferta, clique AQUI!

Leia mais

HYUNDAI NEW ELANTRA JÁ À VENDA NA ABRÃO REZE HYUNDAI

O Hyundai New Elantra 2017 acaba de chegar ao Brasil, e já está à venda em Sorocaba. Mais moderno, seguro e sofisticado, o sedan recebeu o incremento de algumas novidades tecnológicas. Disponível em três versões de acabamento, o lançamento da Hyundai busca oferecer um ótimo custo-benefício no segmento.
 
A reestilização do Hyundai New Elantra foi expressiva. A começar na grade do radiador, agora em formato hexagonal, realçando a identidade visual da marca. O sedan também passou a contar com um novo conjunto óptico e entradas de ar em formato cortina para refrigeração das rodas dianteiras. Já na parte traseira, o New Elantra ganhou novas lanternas traseiras em LED e um spoiler localizado na parte inferior do para-choque.
 
O New Elantra será comercializado em três versões, todas oferecendo de série itens como espelhos elétricos e aquecidos, ar-condicionado, vidros e travas elétricas, controle de cruzeiro, airbag frontal para motorista e passageiro, dispositivo de fixação de cadeirinhas infantis (ISOFIX), além de sistema de áudio com comando no volante.
 
A configuração Special Edition chega com botão de partida sem chave, abertura por aproximação do porta-malas, bancos revestidos em couro, central multimídia com tela de 7 polegadas touchscreen com GPS e câmera de ré, sensores de estacionamento traseiros e dianteiros, Bluetooth, airbags laterais e de cortina, banco do motorista com ajustes elétricos e com suporte lombar, sensor de chuva, volante e manopla em couro, conjunto óptico com fita de luz diurna em LED.
 
A versão Top traz todos os itens oferecidos na Special Edition e conta ainda com: Blind Spot Detection - BSD - (Detector de Ponto Cego), sistema ESP (Controle Eletrônico de Estabilidade), farol com lâmpadas de xenônio HID (High Intensity Discharge) com Assistência Inteligente de Farol Alto HBA (High Beam Assist), teto solar elétrico, painel de instrumentos Supervision de 4.2”, bolsa de proteção para os joelhos do motorista completando 7 airbags, espelhos rebatíveis eletricamente e modo de seleção de condução DMS (Drive Mode Select).
 
Motor Flex
 
O Hyundai New Elantra está equipado com o motor 2.0 litros DOHC Flex, que desenvolve 167 cv quando abastecido com etanol e 157 cv utilizando gasolina, sempre a 6.200 rpm. O torque máximo é, respectivamente, 20,6 kgfm e 19,2 kgfm, ambos a 4.700 rpm. Completando o pacote, o New Elantra recebe a segunda geração da transmissão automática Shiftronic de 6 marchas da Hyundai.
 
O Hyundai New Elantra chega com preço a partir de R$ 84.990,00. A versão intermediária (o modelo das fotos) tem preço sugerido de R$ 103.900. E a versão Top sai por R$ 114.900.

A concessionária fica na avenida General Carneiro 1513, também oferece também toda linha Hyundai de seminovos com estoque variado, com opções de ano e modelo. Mais informações em www.abraoreze.com.br/hyundai/

Leia mais

VOLKSWAGEN JETTA TSI 2.0 EM CONDIÇÃO ÚNICA NA ABRÃO REZE/COBEL

O Grupo Abrão Reze, está com uma ótima oportunidade para quem quer comprar o sedan médio com o melhor desempenho de toda a categoria. Para isso, foram reservadas algumas unidades do Jetta TSI 2.0, na versão Highline, com documentação grátis, oportunidade única  a partir de R$ 94.990. Para conhecer uma oferta do Jetta, clique AQUI

 

 O Jetta TSI Highline 2.0 concorre no segmento de sedans médios, no mercado brasileiro e nunca perdeu o posto de sedan mais rápido e potente de toda a categoria. Aliás, o Jetta, consegue competir (e superar) até com sedans de categoria premium, quando o assunto é potência e desempenho! Seu motor turbo de 211 cavalos, associado ao câmbio DSG robotizado de dupla embreagem de seis marchas, deixam o Jetta num patamar inalcançável pelos concorrentes diretos.
 
Motor TSI 2.0
 
Esse é o ponto alto do Jetta TSI. A versão Highline exclusivamente equipada com o motor EA888 à gasolina (não é flex) 2,0 litros – 16 válvulas, turbo alimentado e com injeção direta de combustível (que a Volkswagen chama de estratificada).

Atualmente, os Jettas 2.0 TSI contam com potência máxima de 211 cavalos (à 5.550 rpm). O torque máximo é de impressionantes 28,6 kgfm (à apenas 2.000 rpm). Além disso, o motor conta com comando variável na admissão e cabeçote em alumínio. Praticamente todos os concorrentes diretos do Jetta, mal chegam à 20 kgfm de torque máximo. Os concorrentes mais próximos são o C4 Lounge THP (173 cv), com menos de 25 kgfm de torque máximo, o novo Honda Civic Touring (173 cv) com 22,4 kgfm e o novo Chevrolet Cruze (153 cv) com 24,5 kgfm.
 
Transmissão DSG
 
Junto com esse potente motor, está o câmbio robotizado de dupla embreagem de seis marchas, que a Volkswagen batiza de DSG (Direct Shift Gearbox). Inicialmente, essa transmissão foi concebida para as pistas de corrida, equipando veículos como o Audi Quattro. Esta caixa de câmbio incorpora uma embreagem dupla, e foi estreada primeiramente nas ruas no Audi TT 3.2 e por um curto espaço de tempo, no Golf IV R32.
 
A transmissão DSG supera a manual em diversos aspectos: economia de combustível, desempenho, rapidez nas trocas de marcas, facilidade de utilização e conforto ao dirigir. Ela constitui a verdadeira alternativa para os motoristas que preferiam caixas manuais, pois o sistema DSG não apresenta desvantagens em termos de economia de combustível, como acontece em um câmbio automático com conversor de torque. Ela ainda permite valores melhores nas acelerações e trocas suaves, equivalente aos melhores câmbios automáticos convencionais. Também oferece a vantagem adicional da utilização em modo manual, através do sistema sequencial, pela manopla de câmbio ou borboletas atrás do volante.  Uma das mais impressionantes características do câmbio DSG esta no fato de possuir duas embreagens em banho de óleo. Elas tem maior resistência ao calor e melhor controle que as embreagens à seco convencionais. A primeira embreagem aciona as engrenagens ímpares (incluindo a marcha ré) e a segunda embreagem encarrega-se das engrenagens pares.
 
No DSG a próxima marcha pode estar sempre engrenada, e pronta para ser ativada. Quando o automóvel circula em terceira marcha, a quarta já está engrenada, mas não conectada. Assim que é alcançado o ponto ideal de troca, a embreagem responsável pela terceira marcha abre-se, enquanto a outra embreagem se fecha, ativando a quarta marcha. A abertura e fechamento das embreagens são perfeitamente sincronizados, oferecendo uma suavidade exemplar.
 
Desempenho assustador
 
Assim, com um câmbio que está acima da média do mercado, e com um potente e eficiente motor de 211 cavalos, o Jetta TSi consegue quase um milagre. O conjunto é bastante econômico em condução moderada. Na estrada com velocidade constante de 120 km/h e ar-condicionado ligado, chega-se a incríveis 15 km/l de gasolina.
 
Além disso, o Jetta TSI vai de 0 a 100 km/h em apenas 7,2 segundos e tem velocidade máxima de 241 km/h. E pode acreditar que ele chega nessa máxima. Vários modelos de marcas premium como os atuais BMW 320, Audi A4/A5 e Mercedes C180/C200 são obrigados a dar passagem ao Jetta, quando o assunto é desempenho.
 
ESP de série, e indesligavél!
 
Por conta do desempenho assustador, a Volkswagen tomou uma decisão radical no Jetta TSI. O programa de estabilidade eletrônico (ESP) é sempre de série nessa versão TSI (Highline). Alguns concorrentes como o Corolla Altis, sequer oferecem esse equipamento. Mas diferente do que ocorre em outros concorrentes como C4 Lounge Exclusive THP; novo Honda Civic Touring, o programa de estabilidade do Jetta nunca pode ser desligado. Nos outros carros, basta pressionar um botão. A Volkswagen não comenta oficialmente, mas nos bastidores essa decisão foi tomada para evitar que o carro se envolva demasiadamente em acidentes. Afinal, ele anda “demais” em relação ao que o motorista dessa categoria de carros (sedans médios) esta acostumado a encontrar.

Ficha Técnica
 
Motor: EA888 quatro cilindros em linha turbo
Cilindrada: 1.984 cm³
Taxa de compressão: 9,8:1
Potência máxima: 211 cv a 5.500 rpm
Torque máximo: 28,6 m·kgf a 2.000 rpm
Câmbio: 6 marchas, robotizado com duas embreagens em banho de óleo
Direção: assistência elétrica variável Servotronic
Diâmetro: mínimo de curva 11,1 m
Rodas: Alumínio, 7Jx17
Pneus: 225/45R17W (estepe de aço, 205/55R16V)
Peso em ordem de marcha: 1.378 kg
Coeficiente de arrasto (Cx): 0,30
Porta-malas: 510 litros
Tanque de combustível: 55 litros
Velocidade máxima: 241 km/h
Aceleração 0-100 km/h: 7,2 s


 

Fonte :http://www.comprecar.com.br/revista/volkswagen-jetta-tsi-2-0-em-condicao-unica-na-abrao-reze-cobel

Leia mais

APÓS UM ANO, MOTOR TSI RESPONDE POR QUASE METADE DAS VENDAS DO UP!

Lançada há um ano, a motorização 1.0 TSI já responde por uma parcela significativa das vendas totais do Up! no país. Segundo informações divulgadas pela própria marca, das 20.298 unidades da linha Up! vendidas nos seis primeiros meses do ano, 8.785 saíram de fábrica com a nova motorização.

O motor EA211 1.0 TSI é produzido em São Carlos, no interior de São Paulo. Antes do início da produção, a fábrica recebeu investimentos de aproximadamente R$ 900 milhões para adequação das linhas de montagem, aumento da capacidade produtiva e construção de uma nova linha de usinagem de virabrequim. De lá, os motores seguem para outra fábrica do grupo VW, localizada em Taubaté (SP), onde são produzidos os modelos da gama Up!.

O conjunto entrega até 105 cv a 5.000 rpm e torque máximo de 16,8 mkgf a 1.500 rpm se abastecido com etanol - com gasolina a potência cai para 101 cv, sendo que o torque é o mesmo. No ranking de consumo da QUATRO RODAS, o Up! TSI registrou a melhor marca entre os modelos movidos apenas a combustão, com 14,5 km/l em ciclo urbano.


Fonte: Revista Quatro Rodas

Leia mais

PARADA DE SUCESSO

Com o hodômetro se aproximando dos 20.000 km, surgiu a dúvida: como seria o atendimento durante a revisão do A3?

A concessionária escolhida daria um fim à confusão demonstrada nas duas oportunidades que precisamos da rede até então? Ou continuaria aplicando no A3 nacional o plano de manutenção do modelo importado?

O suspense chegou ao fim. E, felizmente, da Audi Center Sorocaba só voltamos com boas notícias.

Com uma rede de assistência com 40 pontos de assistência, optamos por aferir a qualidade do serviço no interior de São Paulo, em Sorocaba. “O agendamento da revisão foi tranquilo, e pude escolher o dia e o horário”, diz o piloto de teste Eduardo Campilongo, responsável por levar o A3 até a concessionária e retirá-lo no dia seguinte.

Edu conta ainda que ficou impressionado com a tecnologia da casa. “O consultor colocou a chave do carro sobre uma base eletrônica conectada ao computador. No instante seguinte, um relatório com a quilometragem, número de chassis e placa surgiu na tela. Ele explicou que esse sistema também detectaria o registro de uma eventual falha guardada na memória da central eletrônica do carro”. Como relatamos a existência de dois ruídos na dianteira (um interno, no painel, e outro provavelmente na suspensão), Edu acompanhou um técnico em um curto trajeto para detecção dos pontos reclamados.

Em maio, a Audi passou a oferecer em seu site uma lista com preço sugerido das revisões. Já é uma boa novidade, mas ainda há o que melhorar: diferentemente das outras marcas (que seguem o padrão criado por QUATRO RODAS, com revisões até 60.000km), a Audi só apresenta o custo até 30.000km. A conta da segunda parada (R$ 903, com troca do lubrificante do motor e filtros de  óleo, combustível  e ar-condicionado) ficou abaixo da sugestão da marca R$ 1.050. Sobre os barulhos na dianteira, o consultor explicou: “Os dois amortecedores, com baixa eficiência e componentes internos soltos, foram trocados na garantia. No painel, reencaixamos uma presilha de fixação”.

Em nossa verificação pós-revisão, mais um ponto para a Audi Center Sorocaba: tudo havia sido feito a contento. O atendimento premium que se espera de um Audi, enfim chegou.


Fonte: Revista Quatro Rodas (edição de Julho/16)
 

Leia mais

QUEM BEBE MENOS? VOLKSWAGEN UP! TSI X HONDA CG TITAN 160

Qual sua preferência para rodar quase 90 km por ruas e estradas: gastar R$ 13 para ir de carro ou R$ 5,32 usando uma moto? Para ajudar na decisão, avaliamos o consumo dos novos Volkswagen up! TSI e da Honda CG Titan 160. Lançada em agosto, a versão apimentada do up! vem com motor 1.0 três cilindros turbo flex e injeção direta de combustível. Com preço inicial de R$ 44.790, trata-se de uma das melhores amostras de downsizing no Brasil, de motores pequenos que consomem pouco e rendem muito. Já a Honda surgiu com uma nova CG Titan – líder de mercado há quase 40 anos –, uma moto que, apesar do design levemente atualizado, traz outro propulsor flex, agora de 162,7 cm³.

Nos dois lançamentos, a engenharia se orgulha dos resultados. Roger Guilherme, do Powertrain da Volks, afirma que o motor do up! “foi um projeto que passou suave nos (severos) testes de fábrica”. Alfredo Guedes, da Honda, sinaliza que “o novo propulsor monocilíndrico oferece menor consumo e maior torque".

CG e up! são compactos e gastam muito pouco combustível. Para comprovar isso, medimos o consumo das versões top de linha em um circuito com trechos de cidade e estrada. Enquanto o speed up! custa R$ 49.990 e rende 105 cv com etanol, a CG 160 Titan sai por R$ 9.290 e desenvolve 15,1 cv com o mesmo combustível.

Como gastar pouco com combustível
Além de pneus calibrados e manutenção em dia, deve-se evitar acelerações desnecessárias, como “esticar o motor” diante de um semáforo prestes a fechar. Com o trânsito fluindo, mantenha aceleração constante e linear. Use a primeira marcha só para começar a movimentar o veículo e utilize ao máximo as marchas mais altas, que fazem o motor girar menos para a mesma velocidade. Quanto menor a rotação, melhor será o consumo. Para a moto valem as mesmas dicas. E, claro, usar combustível de qualidade irá ajudar tanto o consumo quanto o desempenho do veículo.

O teste ocorreu num sábado de trânsito tranquilo, só com álcool nos tanques – ao custo de R$ 2,49 o litro. A pilotagem foi de uso econômico, com preferência para as marchas mais altas, motores em rotação mais baixa, além de acelerações suaves e lineares, sempre que o trânsito permitia. No up!, não usamos o ar-condicionado.

O trajeto partiu da zona sul de São Paulo até o aeroporto de Guarulhos, voltando ao mesmo local e totalizando 89,5 km. Detalhe importante: a moto acompanhou o carro durante todo o percurso, não aproveitando os corredores entre os carros nas ruas, e os condutores tinham peso similar, em torno de 75 kg. Com os tanques cheios, saímos pela avenida Indianópolis, seguindo para a avenida Juscelino Kubitschek, marginais Pinheiros e depois Tietê. O trecho urbano teve cerca de 18 km, sempre respeitando os limites de velocidade das vias e das marginais, de parcos 70 km/h nas pistas expressas. Pode ser monótono, mas favorece a economia, principalmente com o tráfego fluindo bem. Da Marginal Tietê, pegamos a rodovia Presidente Dutra até o acesso para o aeroporto.

No Volks, usando marchas mais altas, o motor 1.0 flex trabalhava entre 1.500 e 2000 rpm. Manter baixa rotação no up! é simples. Graças ao turbo de baixa inércia, o tricilíndrico fornece 16,8 kgfm de torque a apenas 1.500 rpm. Já na CG se trocava as marchas com o motor em torno de 3.500 rpm – seu torque máximo é de 1,54 kgfm a 6.000 rpm –, com rotação por volta de 4.000 a 4.500 rpm.

Quem bebe menos? Volkswagen up! TSI x Honda CG Titan 160 (Foto: Mario Villaescusa / Autoesporte)

CG e up! usam transmissões longas, o que ajuda o motor a girar pouco e ser econômico. Em nenhum momento os veículos atrapalharam o trânsito. Na pista lateral da Dutra, a velocidade ficou em 90 km/h, com o up! em quinta marcha e o motor girando a pouco mais de 2.000 rpm. Na Honda, a rotação ficou em torno de 6.300 rpm na quinta e última marcha.

Saindo da Dutra pela rodovia Hélio Smidt, com tráfego fluindo bem, a velocidade foi de 80 km/h até o retorno no novo terminal internacional do aeroporto. A volta foi pela Dutra, Marginal Tietê e avenidas Tiradentes e 23 de Maio, para finalizar o trajeto no mesmo posto, onde os veículos foram abastecidos para aferir o consumo.

Com 1h54 de duração, o teste revelou velocidade média de 47 km/h. O trajeto teve 17,5 km de ruas e avenidas, 34 km nas marginais e 38 km de rodovias, totalizando os 89,5 km.  Os consumos surpreenderam: a moto consumiu 2,14 litros de etanol e o up!, 5,24 litros. Ou seja, o VW turbinado percorreu 17,1 km/l, ao custo de R$ 13,04; contra média de 41,8 km/l da CG (ao valor de R$ 5,32). O carro gastou quase 2,5 vezes mais combustível que a moto, uma média excelente diante do peso oito vezes maior.

O speed up!, também mais pesado que outras versões, chega aos mil quilos. Mesmo assim, o novo motor turbo garantiu ótimo consumo. Seus injetores de alta pressão disparam o combustível diversas vezes durante cada explosão do motor, pulverizando a menor quantidade possível para a queima correta. No fim, os dois comprovaram notável economia, com credenciais suficientes para serem chamados de veículos ecologicamente corretos.

O segredo da economia
Acompanhado de transmissão com terceiro ponto de fixação junto ao motor turbo, além de freios e suspensões redimensionados, o pacote TSI custa R$ 3.500 a mais para as versões de topo do up! A eficiente mecânica deu a ele o status de carro mais econômico do Brasil nas medições do Inmetro. Já a CG usa mecânica totalmente nova, herdada que debutou na Bros, de uso misto, no início do ano. Em relação ao antigo motor, a cilindrada e a taxa de compressão aumentaram (9,5:1) e o software da injeção eletrônica foi aprimorado, com o injetor de combustível mais próximo de sua entrada no motor. Isso favorece uma pulverização mais eficiente da mistura e a economia de combustível.


Fonte: http://revistaautoesporte.globo.com/Analises/noticia/2016/02/quem-bebe-menos-volkswagen-tsi-x-honda-cg-titan-160.html 

Leia mais

ABRÃO REZE COM OS LEGÍTIMOS SEMINOVOS

Nessa oportunidade, A Abrão Reze Semino separou 4 opções de seminovos de verdade. A definição de “seminovos”, as vezes, é distorcida no mercado de veículos usados. Seminovos são apenas aqueles veículos que ainda se encontram dentro do processo de garantia do fabricante, e estão com baixa quilometragem.
 
A primeira dica é um Ford Focus 2.0 Titanium 2015. Com apenas 2.800 km rodados, o veículo conta com garantia de fabrica até 2018. Destaque no Focus, o sistema de câmbio robotizado de dupla embreagem Power Shift, que proporciona um desempenho mais esportivo. Além disso, a versão Titanium é sempre completa, com todos os itens de segurança e conforto encontrados em um veículo de alta gama.
 
A segunda dica é uma picape S10 LS 2.4 flex 2015. Com apenas 68 km (praticamente ZERO KM) a picape tem garantia de fábrica até 2018. Essa é a versão ideal para quem procura uma picape para o trabalho pesado em regiões urbanas.
 
A terceira dica é um Hyundai Tucson 2.0 GLS 2014. Com 11.000 km rodados, o modelo conta com garantia de fábrica até 2019. O Tucson é um modelo indicado para quem precisa de um veículo robusto, e com bom espaço para malas. Ideal para quem transita em regiões semi-urbanas, e de piso acidentado.
 
A última dica é um Volvo V40 T4 Dynamic 2014. Com 15.000km rodados, a garantia vai até 2016. Os veículos marca Volvo são conhecidos pelo elevado nível de segurança. Já há algum tempo, os carros da Volvo contam com um sistema online e em tempo real, que auxilia o motorista em qualquer situação de dificuldade. Basta apertar um botão, e o sistema conecta o usuário com uma central Volvo, para prestar todo auxílio necessário. Trata-se do Volvo OnCall.
 
O Grupo Abrão Reze, que atua no comércio de veículos há 70 anos, mantém duas lojas de seminovos na cidade de Sorocaba. Uma delas fica na Avenida São Paulo 1.100 e outra na General Carneiro 1.407. Para atender plenamente o seu cliente, que procura por um seminovo hoje, o grupo Abrão Reze mantém um estoque de aproximadamente 300 carros, sendo o maior estoque da cidade de Sorocaba.
 
 Vale destacar que todos os carros comercializados na Abrão Reze Seminovos são periciados e cuidadosamente escolhidos, para oferecer um padrão de qualidade “garantido”. Pelo menos 20% de todo o estoque, são veículos que ainda contam com alguma garantia original de fábrica. Essas e outras ofertas podem ser encontradas em: www.abraoreze.com.br/seminovos

Fonte: Site Comprecar

Leia mais

AUDI A3 SEDAN 1.4 TFSI FLEX CHEGA MAIS ADEQUADO AO BRASIL

Com o início da fabricação nacional em São José dos Pinhais - PR, o modelo teve suas versões atualizadas, e traz agora uma maior gama de equipamentos de série, mais opcionais e o primeiro motor flex da Audi no mundo!
 
Mais performance com a  tecnologia flex 
 A grande novidade no carro é certamente a introdução do novo motor 1.4 Turbo FSI Flex da família EA211 produzido no Brasil. Esse motor entrega 150 cv de potência máxima e 250 Nm de torque. Esse novo motor flex da Audi é exclusivo para o Brasil.
 
Com um ganho de 28 cv em relação ao A3 Sedan 1,4 litro importado, o novo motor turbo flex teve seu desempenho potencializado. Fato interessante que tanto a potência máxima, quanto o torque máximo são os mesmos, seja com etanol ou gasolina.
 
Devido às propriedades do etanol, a transformação exigiu modificações em todos os componentes que têm contato direto com o combustível, desde a bomba até a galeria e os bicos da injeção direta. Ao mesmo tempo foi refeita toda a calibração do sistema de gerenciamento eletrônico do motor.
 
Com essa recalibração a potência máxima subiu para 150 cv atingida entre 4.500 à 5.500 rpm (frente aos 122 cv anteriores), e o torque máximo de 250 Nm já está disponível a apenas 1.500 até 4.000 rpm.
 
Para começar, conta com duplo comando, ambos com variador de fase. Além disso, conta com injeção direta de combustível. E por conta disso, o sistema não exigiu a adoção de nenhum sistema auxiliar para partida a frio com etanol, nem mesmo para pré-aquecimento do combustível. A altíssima pressão de entrada do etanol na câmara de combustão, e a possibilidade de dosar eletronicamente a mistura ar-combustível, garante uma partida sem dificuldade, mesmo nos dias mais frios.
 
Novo câmbio automático
 Junto com o novo motor turbo flex, a Audi optou por utilizar agora um câmbio automático Tiptronic de seis marchas, em substituição ao antigo robotizado de dupla embreagem de sete marchas S-Tronic. Isso aconteceu para adequar o carro ao gosto do cliente brasileiro, que compra essa versão do Audi A3. O câmbio automático é mais suave e confortável nas acelerações, além de ser mais resistente para o uso cotidiano. O câmbio S-Tronic, que tem funcionamento bem mais esportivo e ágil, continuará presente na próxima versão do Audi A3 Sedan 2.0 litros, que será apresentada em breve, substituindo o atual motor 1.8 litro.
 
Melhor desempenho
Na adaptação do motor para o mercado brasileiro, a preocupação com a eficiência no consumo não ficou em segundo plano. O A3 Sedan 1,4 litro é um dos carros mais eficientes do país, e foi classificado pelo Inmetro na categoria “A”. O consumo no ciclo urbano, segundo a norma 7024 é de 11,7 km/l com gasolina e 7,8 km/l com etanol. E na estrada, atinge 14,3 km/l e 9,9 km/l, respectivamente.
 
As duas versões do A3 Sedan
Entre os destaques dos equipamentos de série estão sete airbags para proteção dos ocupantes – frontais e laterais na dianteira, airbags de cortina para as janelas laterais dianteiras e traseiras e airbag para proteção dos joelhos do motorista. Outro item presente em todas as versões é o ESP (controle eletrônico de estabilidade).
 
A versão de entrada Attraction traz: ar-condicionado, direção com assistência elétrica, faróis bi-xenon com ajuste automático de altura, lanternas em LEDs, sensor de estacionamento traseiro, bancos dianteiros com ajuste de altura e vidros laterais e traseiro com isolamento térmico. Também está presente o sistema start-stop para desligamento e partida do motor, rádio MMI com conexão Bluetooth e computador de bordo. O freio de estacionamento traz acionamento elétrico rodas de alumínio 16 polegadas.
 
Já a versão Ambiente acrescenta os sensores de luz e chuva, volante multifuncional com comandos para trocas de marchas (shift paddles) e rodas são de alumínio, com cinco raios de 17 polegadas. Em ambas as versões, o cliente pode optar entre o cinza e preto, para o acabamento interno.
 
Nova suspensão traseira
 Para baratear o custo de produção, diminuir o custo de manutenção para o cliente e deixar o carro mais resistente para as péssimas condições de rodagem das ruas brasileiras, a Audi alterou a suspensão do novo A3 Sedan 1,4 Flex. Pra começar, o carro ficou cerca de 2 cm mais alto. Isso garante melhor mobilidade em lombadas, valetas e buracos.
 
Controle de velocidade de cruzeiro adaptativo com Pre Sense Front
O controle de cruzeiro adaptativo oferece um importante auxílio ao motorista, acelerando e desacelerando o automóvel dependendo do fluxo de tráfego detectado por um radar frontal. Em todas as situações, o motorista continua no comando, responsável pelas decisões. Esse sistema funciona como um controlador de velocidade inteligente, que mantém automaticamente a distância escolhida pelo motorista em função da velocidade do veículo à frente. Caso o veículo à frente pare, o sistema freia o A3 até a imobilidade.
 
Junto está o Pre Sense Front. Ele monitora o tráfego de forma contínua usando o radar frontal em velocidades entre 30 km/h e 150 km/h. O sistema auxilia o motorista sempre que a aproximação em relação ao veículo da frente estiver chegando a um ponto crítico. À medida que o risco de uma colisão frontal aumenta, são emitidos avisos visuais e acústicos e o motorista é alertado de que precisa agir por um solavanco no pedal do freio. Caso a reação do motorista ao frear seja muito fraca, o veículo aumenta automaticamente a pressão nos freios até o necessário para evitar o acidente.
 
Active Lane Assist 
Trata-se de um assistente para mudança de faixa de rolamento, que ajuda o motorista a evitar um acidente por distração. Esse sistema é acionado por um botão no volante. Assim, utilizando uma câmera instalada na base do retrovisor interno, no centro do para-brisa, o caminho é sempre filmado. Um sistema computadorizado interpreta todas as imagens, reconhecendo as faixas de rolamento, e os limites da pista (durante o dia e a noite). Assim, toda vez que o motorista começa a se aproximar do limite das faixas, ele sente uma pequena vibração no volante. Se continuar a insistir na manobra incorreta, o sistema faz uma pequena correção no volante para manter a trajetória do carro.
 

Fonte: Comprecar

Leia mais